Educação anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal nº 10.639/03 – obra de Nilma Lino Gomes e outras/os


(Capa/ Reprodução).



Construir uma educação voltada para a cidadania e fincada na equidade e na valorização da diversidade ainda é um grande desafio. Algumas conquistas importantes que tiveram professores/as, pesquisadores, ativistas educacionais e principalmente os movimentos negros espalhados pelo país a frente têm ajudado nessa questão.

Ainda assim, os caminhos são longos e mais do que nunca se torna necessário ampliar nossas lutas diante de um cenário desolador de perca de direitos que vem assombrando o país nos últimos três anos.

O livro “Educação anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal nº 10.639/03” é uma coleção de textos que discorrem, dentre outros objetos educacionais, sobre a importância da Lei 10.639/03 para a construção de uma educação voltada para a valorização das relações étnico-raciais. Editado pelo Ministério da Educação (MEC), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), faz parte da Coleção Educação Para Todos, em 2005.

Além de Nilma Lino Gomes, compõem o corpo de autoras e autores Andréia Lisboa de Sousa, Carlos Moore Wedderburn, Eliane dos Santos Cavalleiro, Francisca Maria do Nascimento Sousa, Marcos Ferreira dos Santos, Nelson Fernando Inocêncio da Silva, Rafael Sanzio Araújo dos Anjos e Sales Augusto dos Santos.


Postar um comentário

0 Comentários