1964: a Grande Derrota e Outros Textos Pertinentes – obra de Gilvan Rocha


Nicolau Neto com o exemplar do livro 1964 A Grande Derrota e Outros Textos Pertinentes.


Gilvan Rocha já não está mais entre nós, mas deixou uma grande contribuição para todos/as aqueles/as que desejam um mundo com mais liberdade. Como destaca Gilmar Mauro, membro da coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e responsável pelo prefácio de 1964 a Grande Derrota e Outros Textos Pertinentes, se almejamos liberdade de tudo que nos limita, de todas as amarras, devemos, pois, lembrarmos que “liberdade só é liberdade quando conquistada”.

E é com essa proposta que o pernambucano Gilvan Rocha que exerceu seu ativismo político no Partido dos Trabalhadores (PT) e no Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), esta última agremiação que ajudou a fundar, produz esse livro. Ganha cada vez mais importância não só pela escrita - que é fundamental -, mas também pela ambiência em que foi produzido. O Brasil estava mergulhado em plena ditadura civil-militar.

O próprio Gilvan nas páginas 15 e 16 do livro deixa nítido isso. Um trabalho sobre o golpe de 1964, no Brasil, produzido em plena clandestinidade e sob o pseudônimo R. Valella em 1976. Segundo ele, a finalidade primordial e que o animava naquele triste período era contribuir profundamente com uma discussão sobre os episódios que ensejar am o golpe, assim que houvesse uma abertura política que lhe permitisse o debate, algo que, conforme o próprio Gilvan destacou “não ocorreu até hoje”.

Em suas discussões o autor apresenta uma visão crítica e necessária aos grupos de esquerda do período que “embotadas em sua cegueira, mesquinhas, imediata e presa as suas conveniências, sempre evitavam promover essa discussão” e que “no máximo, esforçavam-se para denunciar os inimigos como responsáveis pela nossa derrota”. Ele deixa entrever, no entanto, que o caminho que teria que ser percorrido e o de assumir as responsabilidades no tenebroso processo que resultou no golpe de 1964 desenhado pela burguesia.

É uma obra necessária para professores/as, estudantes e ativistas políticos e sociais para melhor compreender um período desastroso na História do Brasil.

Esta obra ganhei de presente em 2010 ainda no curso de História na Universidade Regional do Cariri (URCA) de um amigo e parceiro de sala Victor Emannuel. Este mesmo livro levei para a urna nas eleições presidenciais de 2018 nos dois turnos.

Gilvan Rocha morreu no dia 26 de dezembro de 2014 aos 72 anos e além desta produção analisada, escreveu também Meio Século de Caminhada Socialista, Filhos da Pátria, Vermelho Cor de Esperança, Bye, Bye PT e Comunistas.

Não encontrei o livro disponível para download, mas recomendo a leitura para quem desejar adquiri-lo.

Postar um comentário

0 Comentários