STF revoga nomeação de amigo dos filhos de Bolsonaro para direção da PF


Amigo da família, Alexandre Ramagem substituiria Maurício Valeixo, demitido por Bolsonaro para forçar saída de Sérgio Moro. (FOTO/ Valter Campanato).

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liminar que suspende a nomeação de Alexandre Ramagem para a direção geral da Polícia Federal. O pedido foi feito pelo PDT, por meio de mandado de segurança. A legenda alega que o presidente Jair Bolsonaro estaria aparelhando a PF com objetivo de poder interferir nas ações do órgão, como denunciou Sergio Moro ao demitir-se do Ministério da Justiça.

A decisão de Alexandre de Moraes, relator do processo, é provisória. Ele determinou a notificação imediata dos envolvidos, inclusive por WhatsApp. Em seu despacho, o ministro afirmou que pode ter havido desvio de finalidade na nomeação, “em inobservância aos princípios constitucionais da impessoalidade, da moralidade e do interesse público”.

Na PF desde 2005, Ramagem é amigo da família Bolsonaro. O ministro do STF afirmações do ex-ministro da Justiça, de que o presidente da República queria “ter uma pessoa do contato pessoal dele” no comando da instituição.
____________________
Com informações da RBA.

Postar um comentário

0 Comentários