PDT ingressa com ação no STF solicitando adiamento de cronograma do ENEM 2020


Idilvan Alencar, do PDT - CE. (FOTO/ Reprodução).


Circulou em grande parte da mídia nacional a ação do Partido Democrático Trabalhista (PDT) junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira , 1º de abril, em que pede o adiamento do cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) previsto no edital.

O pedido partiu do deputado cearense Idilvan Alencar em que ele justifica a medida suspensão das aulas em vários estados em face da pandemia do novo coronavíru, solicitando da corte que aumente os prazos para solicitação de isenção da taxa de inscrição de R$ 85 e também o período para que os estudantes se inscrevam no exame.

Segundo Idilvan Alencar a manutenção do calendário de exame permite “o prejuízo do aprendizado com a suspensão das aulas” e argumenta que “muitos alunos pobres não têm acesso à internet fora da escola e teriam dificuldades de solicitar, por exemplo, a isenção da taxa de inscrição”.

Ainda no texto, o deputado destaca que “é prudente, para não prejudicar nenhum estudante, que nenhuma etapa do processo de inscrição seja feita com as escolas fechadas. ”

A ação do PDT por meio de Idilvan Alencar repercutiu também no seu Estado, o Ceará, no jornal O Povo.

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu