E se o Mandetta for mesmo exonerado?


Henrique Mandetta. (FOTO/ Jorge William/ Agência O Globo).


O Brasil tem 25.758 casos confirmados do novo coronavírus e 1.557 mortes pela mesma pandemia, conforme dados divulgados pelas secretarias estaduais até a manhã de hoje (15/04). Não tenho nenhuma afinidade para defender o Ministro da Saúde, Henrique Mandetta. Ele apoiou inclusive a PEC que congelou gastos na saúde e não era defensor do Sistema Único de Saúde - SUS (agora faz questão de estampar o colete do SUS).

No entanto, a sua atuação frente ao ministério mesmo não tendo feito NADA de impacto para conter a Covid -19, ainda é de se creditar, mas sem que nos iludamos. É de se creditar se comparada as investidas insanas do presidente que vai contra todas as orientações de profissionais da saúde. O que corrobora sobremaneira para colocar em risco a saúde e a vidas de muitas pessoas.

Se o cenário não é animador, pode piorar. Voltou a ser ventilado novamente a exoneração de Mandetta do cargo. Nomes para substituí-lo e que acompanhe as insanidades do presidente não faltam. Osmar Terra é um exemplo, embora já esteja descartado pelo grupo "militar" que segue o presidente.

Imagine o Ministro da Saúde que argumente que o distanciamento social não serve para conter a circulação do coronavirus.  Pensou?

O presidente pensa diariamente. Não é o seu forte apostar na ciência, mas no “achismo”.

Eu prefiro não pensar nessa triste e lamentável possibilidade.

Abaixo você confere meu último texto sobre o tema:

Postar um comentário

0 Comentários