Declaração do prefeito de Altaneira sobre ex-aliados repercute


Declarações do prefeito de Altaneira sobre ex- aliados repercute. (FOTO/ Reprodução).

Texto: Nicolau Neto

Uma declaração do prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues (PT), durante transmissão ao vivo em sua rede social Facebook na manhã desta sexta-feira, 15, repercutiu de forma imediata em grupos de WhatsApp e em outros meios sociais antes mesmo do fim.

Na transmissão que fora anunciada horas antes pela sua assessoria de comunicação, o prefeito falou sobre vários temas, muitos deles já amplamente mencionadas em blogs do município, como a distribuição do vale-gás e de cestas básicas. Esta última, inclusive, o chefe do executivo afirmou que será distribuída no início de junho.

Dariomar também frisou sobre a lista de poucos municípios que ainda não tem casos conformados do novo coronavirus e que Altaneira figura entre eles, conforme publicado em primeira mão por este Blog. Destacou ainda algumas ações feitas pelo município para evitar o contágio entre os munícipes, como a instalação de barreira sanitária, bem como anunciou que nos próximos dias ampliando a cobertura. Segundo ele, a barreira será integral e que irá contratar seguranças para isso.

Declarações do Prefeito em desfavor de ex-aliados

Mas as declarações do prefeito em desfavor de ex-aliados acabaram repercutir mais do que as ações acima referidas. Os primeiros a quem Dariomar se referiu foram Ariovaldo Soares e Antonio Leite, assessor da Câmara e vereador, respectivamente. Segundo o prefeito, Ariovaldo é o autor dos relatórios lidos pelo relator da Comissão Permanente (CP), do vereador Antonio Leite (PDT). Em sua fala, o prefeito se referiu a Ariovaldo como “ex-contador” e ao vereador como “padeiro”. Destacando outrossim, que Ariovaldo não pode exercer a função de contador por não tem nível superior:

“ .... Hoje a Câmara Municipal tá funcionando assim. O servidor Ariovaldo Soares Teles faz um relatório e dá a ele, o relator lê. O relator lê, que é padeiro, e lê do jeito que tá. Coloca um reserva de contingência pessoal que na Lei de Diretrizes Orçamentárias só pode no máximo 1%. Ai lá o padeiro acreditando de novo no ex-contador, que hoje não pode nem mais ser contador porque não tem faculdade, só tem o nível médio, acreditando naquele ex-contador maldoso, que quer o mal do município e o mal do governo......”

Em uma outra parte, Dariomar cita (segundo ele) “erros” cometidos em relatórios feitos por Ariovaldo e lido por Antonio Leite. “Ele mesmo já admitiu isso”, se referindo ao vereador como não autor dos relatórios. Os “erros” apontado pelo prefeito foi relativo a aumento financeiro para diretores de escolas constantes em relatório do Antonio Leite. Conforme dito pelo gestor o amento anunciado era de 17%, mas quando se foi olhar “tinha era reduzido. “Foi a primeira vez que eu vi um aumento para baixo”, disse ele. Ainda segundo o prefeito, isso acontece na Câmara por maldade, por ganância e por querem prossegui-lo, mas que acaba perseguindo o povo ao não permitir a dotação orçamentária e por não dar direito a um gestor, a secretários não poder de trabalhar pelo povo. “Essa é uma atitude pequena”, classificou ele.

O advogado e ex-secretário Raimundo Soares Filho também foi alvo das declarações do prefeito quando tocado no assunto precatório do antigo Fundef:

Lembra daquela conta do precatório que tem seis milhões de reais?. Foi decidido por um Juiz que o dinheiro não é do professor, é do aluno, é da educação. Quando foi na última sessão, o vereado Flávio pediu a reforma das escolas, já pedi a um engenheiro para fazer o levantamento...  de quanto é necessário para reformar a escola. Adequando a escola de tempo integral como é a nossa proposta e vamos mandar lá pedindo a liberação dos recursos do precatório que está decidido que é do aluno para ver se os vereadores agora entendem que que esse recurso que eu estou lutando desde de 2017... vocês viram que por conta desse dinheiro já perdi a maior parte dos meus parentes na política. Deu uma intriga do tamanho do mundo só por causa dessa ganância de pegar nesse dinheiro. Tem um advogado primo meu que queria só para a casa dele quatrocentos e tantos mil reais. 6% por ser advogado da causa e mais 80 dizendo que a esposa tinha direito”.

Na sequência o prefeito afirma que sua esposa, Lan Alencar, também era professora na época e que se ele fosse legislar em causa própria teria pago só para pagar a membros de sua família, dizendo ainda que o prefeito precisa seguir leis.

Quem também foi alvo das declarações do prefeito foi o administrador do Blog “A Pedreira” e atualmente assessor de comunicação da Câmara, Júnior Carvalho. Dariomar não chamou pelo nome do Blog e classificou seu administrador de “camaradinha” e clamou a população para não acreditar em fake News:

Um camaradinha que tem um Blog que parece que o nome é de pedra, de terra, sei lá... É alguma coisa nesse sentido. Fica com maldade.... Um cidadão que não tem respaldo, moral para falar de ninguém. Não e só do prefeito não. Que do prefeito é pouca gente que tem a moral que eu tenho. Imagina um cidadão daquela tá falando das pessoas de Altaneira, de quem pode e de quem não pode isso”.

Segundo Dariomar, essa é uma forma errada de tentar lhe atingir. “Vocês nunca vão me atingir dessa forma”, pontuou.

Clique aqui e confira na íntegra as declarações do prefeito.

Postar um comentário

0 Comentários