Altaneira registra primeiro caso confirmado de Covid-19 e gera desconfiança de populares


(FOTO/ Reprodução/ Facebook).

Texto: Nicolau Neto

Foi lançado via redes sociais na tarde desta quinta-feira, 28, uma nota da Secretaria da Saúde de Altaneira, na microrregião do cariri oeste, informando que o município tinha registrado o primeiro caso confirmado de Covid-19, doença causado pelo novo coronavirus.

Segundo o texto, trata-se de uma paciente “idosa de 70 anos, hipertensa, cujo quadro clínico é estável, e não tem critérios para hospitalização” e que a mesma já em tratamento domiciliar e assistida por uma equipe da saúde municipal.

Por meio de grupos de WhatsApp o ex-secretário da saúde do município, Luan Kaio, afirmou que destacou que a confirmação deste caso ocorreu apelo método de testes rápidos que acabaram atestando a presença de anticorpos no sangue e informou que “daqui a 3 dias provavelmente tem alta médica e que já não apresenta sintomas”.

A não informação na nota da saúde sobre como a paciente foi infectada e a demora em lança-la para publicidade gerou desconfiança e preocupação em alguns populares. Ainda na tarde de ontem (28) ao publicar a notificação do caso confirmado em minha rede social facebook essa desconfiança apareceu:

Eu acho de uma irresponsabilidade muito grande esse anúncio, porque que não vão atrás do histórico domiciliar Dessa senhora o quê que uma senhora de 70 anos fez para ser contaminada com esse vírus, Porque até então o corpo não produz esse vírus, tem que ser contaminada de alguma forma eu acredito que uma senhora dessa idade não estaria andando no meio do mundo para chegar em Altaneira com esse vírus não” (SIC), escreveu Eliziane Pereira Silva.

Eliziane tbm achei bem estranho,ela contraiu o viris de alguém” (SIC), endossou Helma Ribeiro.

Se essa senhora está contaminada, ela pegou de alguém, ou seja, tem mais pessoas com o vírus”, disse Viviane Batista.

Destaquei que tinha conversado com uma pessoa da saúde e que me foi repassado a seguinte a informação. A senhora "recebeu visita dos filhos a cerca de 22 dias. Todos seus familiares que tiveram contatos foram testados e deram negativos". Eliziane respondeu “ficou ainda mais estranho agora”.

Já Erigles Arthur afirmou outra versão. “Nicolau Neto já falaram que foi um homem que tinha vindo do Crato e teve contato com ela”. Esse fato foi contestado pelo servidor da saúde, Wendell Silva. “Erigles Arthur NÃO! foi feito os testes rápido em todos, inclusive eu q fui o condutor q a transportou” (SIC), disse.

Já Walentina Nogueira Rodrigues afirmou que “é necessário ver o período em que foram realizados os exames, o período de incubação do vírus, pois as janelas podem torná-lo indetectável. Não existiria outra explicação racional para o contágio”.

Depois da nota, a secretaria da saúde não deu mais explicações.

Postar um comentário

0 Comentários