Programa de Lula recebe a maior participação popular da história

 

(FOTO/ Ricardo Stuckert).

A plataforma participativa “Juntos pelo Brasil”, que recebe sugestões da população ao programa de governo da candidatura Lula/Alckmin à presidência da República, recebeu a maior participação popular da história da democracia brasileira, informa o site do ex-presidente. Ao todo, foram mais de 13 mil propostas vindas de cidadãos comuns, movimentos sociais, coletivos de diversas origens, sindicatos e outras entidades, uma média de 500 por dia.

Ao longo de um mês – entre 20 de junho e 20 de julho –, a plataforma teve mais de 277 mil acessos, incluindo pessoas que fizeram propostas, pessoas que baixaram as diretrizes do Programa de Reconstrução e Transformação do Brasil e também as que leram as propostas feitas por outras pessoas. As diretrizes tiveram mais de 14 mil downloads.

Todo esse material será incorporado para formar o programa de governo do Movimento Vamos Juntos Pelo Brasil, que será representado na próxima eleição presidencial pela chapa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador Geraldo Alckmin (PSB). A chapa encabeça a federação Brasil da Esperança, formada por PT, PV e PCdoB e apoiada por Psol, Rede e Solidariedade.

Dentro dos três principais conjuntos de temas destacados no programa, os Direitos Humanos receberam mais propostas, cerca de 15% do total. A Educação veio em seguida, com 12%, e a Saúde, 7%. O tema “Nova estratégia nacional de desenvolvimento justo, solidário, sustentável, soberano e criativo” respondeu por 5% das sugestões.

Todas as diretrizes e propostas ainda podem ser lidas no site da plataforma.

A coleta das sugestões populares é a primeira etapa do processo. Com o fim do prazo de contribuições, todas as propostas serão sistematizadas e entregues à Comissão de Redação do Programa de Governo do Movimento Vamos Juntos Pelo Brasil. Por fim, vitoriosa a chapa, elas serão organizadas e entregues às equipes de transição e dos futuros ministérios.

____________

Com informações da Revista Fórum.

Postar um comentário

0 Comentários