Izolda Cela sanciona lei de concurso para professor indígena no Ceará

 

(FOTO | Reprodução |Redes Sociais)

Por Nicolau Neto, editor

A governadora do Ceará, Izolda Cela, sancionou na tarde desta sexta-feira, 22, a lei que permite a realização de concurso público para professores e professoras indígenas.

De acordo com a propositura, o concurso irá preencher 200 vagas entre ensino fundamental e ensino médio e distribuídas em 29 escolas de 13 etnias presentes no Estado.

Em suas redes sociais, a governadora e ex-secretária de Educação escreveu:

Momento histórico para a educação cearense. Sancionei há pouco a lei que regulamenta o 1° concurso para professores das escolas indígenas do Estado. Serão 200 vagas no total, que irão contemplar 29 escolas de 13 etnias: Anacé, Gavião, Jenipapo-Kanindé, Kalabaça, Kanindé, Kariri, Pitaguary, Potyguara, Tabajara, Tapeba, Tapuia Kariri, Tubiba Tapuia e Tupinambá.

O concurso será realizado em três etapas: prova escrita, prática e análise de títulos.

Postar um comentário

0 Comentários