Associação Cristã de Base (ACB) celebrará 40 anos

 

Feira Agroecológica de Crato. (FOTO | Reprodução | Diário do Nordeste).

Por Nicolau Neto, editor

No próximo dia 4 de julho a Associação Cristã de Base (ACB) completará 40 anos de atuação.

Segundo Nelzilane Oliveira, comunicadora popular, é mais um ano que brota do chão "nossas esperanças em dias melhores que cheguem em nossos lares luzes de alento em dias tão difíceis que atravessamos do ano passado até o momento." Ela se solidarizou com as famílias que perderam entes querido nessa pandemia acometidos pelo coronavírus.

Ainda quando da passagem do 39° aniversário, Nelzilane destacou a caminhada por um sonho coletivo, de muitos corações engajados e muito trabalho, além da dedicação em ver uma transformação de vida no cenário tão batido de escassez, fome e miséria. "Foram anos que passamos para ver o país sair do mapa da fome, anos de muito esforço coletivo para levar melhores condições de vida aos povos do semiárido", asseverou.

A ACB nasceu da luta de um grupo que se desprendeu de um coletivo ligado a igreja, mulheres e homens que passaram pela Ditadura Militar e tiveram em seus corações o desejo de ver o povo da zona rural com uma vida digna. Foram anos de muita batalha, muitas pessoas passaram pela escola ACB, é assim que muitos a chamam, uma verdadeira escola. Escola que em sua trajetória pode ver voos de muitos que por ela passaram, pessoas que seguiram rumos que foram trilhados o início de seus aprendizados nesta escola que esteve sempre ligada aos ensinamentos de Paulo Freire, na valorização da sabedoria popular.

"Cada uma e cada um que por essa escola passou pode deixar parte de si e levou um pouco da instituição em sua vida. Ano passado tivemos a passagem de nosso querido Jeová que será sempre lembrado por seu legado e alegria. Agroecologista, plantador de árvores, militante, lutador, pai, amigo e sonhador. Jeová brotou no Céu. Aqui na Terra semeou sonhos e deixou muitas saudades. Partilhou sabedoria por onde passou", disse.

Naquela mesma oportunidade, Nelzilane também lembrou o papel importante dos maus experientes na caminhada da ACB. "Os mais experientes que ainda fazem parte dessa caminhada são fonte de sabedoria e partilham suas experiências ao longo desses 39 anos de luta e resistência. Nomes que carregam traços de uma instituição que segue rumo ao bem viver, que na roda da vida traz a agroecologia como engrenagem que une os ensinamentos do povo e do tecnicismo das universidades”, destacou.

Este ano, as comemorações ocorrerão dia 8 de julho a partir das 7h00 da manhã e forma presencial. O encontro se dará no espaço da Feira Agroecológica e da Agricultura Familiar no município do Crato. No mesmo evento haverá a celebração dos 19 anos da feira.

A ACB é uma das sete parceiras do Blog.

Postar um comentário

0 Comentários