Demorou 99 anos, mas UFRJ cria pós-graduação sobre autores negros


Carolina Maria de Jesus é considerada uma das primeiras e mais destacadas
escritoras negras do Brasil. (FOTO/ Divulgação).

Finalmente! Segundo a coluna de Lauro Jardim, de O Globo, a partir de março de 2020 a cadeira de literatura brasileira da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) vai, pela primeira vez em quase cem anos, oferecer um curso de pós-graduação stricto sensu exclusivamente sobre autores e autoras negros brasileiros.

Os estudantes poderão estudar obras clássicas de Lima Barreto, Cruz e Sousa, Conceição Evaristo, Ana Maria Gonçalves e muitos outros.

A UFRJ é a maior universidade federal do país e, com frequência, configura entre as 15 melhores universidades da América Latina nos rankings especializados. Logo, é um avanço ver uma instituição tão importante colaborando para valorizar e preservar a cultura afro brasileira.

A literatura negra apresenta o outro lado da história do Brasil, ou mesmo de brasileiros de maneira individual, que costuma ser distorcida pelos livros de histórias. Muitas vezes, até mesmo apagadas.
__________________________
Com informações do Hypeness.

Postar um comentário

0 Comentários