Juazeiro do Norte: 110 Anos de Emancipação Política

Juazeiro do Norte. (FOTO/ Perfil @conhecaocariri).


Hoje, 22 de Julho de 2021, celebramos os 110 anos de emancipação política de Juazeiro do Norte. De povoado pertencente ao município do Crato, a “Terra do Meu Padim” passou a figurar como a maior cidade de interior do Ceará e núcleo central da Região Metropolitana do Cariri. Muitos são os traços que caracterizam e singularizam a capital metropolitana do Cariri. A centralidade da figura do Pe Cícero Romão Batista e a religiosidade e fé popular que daí decorrem, a vocação para o artesanato, cultura, arte e tradições populares, a pujança do comércio e o crescimento econômico e populacional expressivos são algumas destas características.

Ressurgida da fé e da bonança”, assim cantam os versos do Hino de Juazeiro do Norte, aludindo talvez aos domínios da fé e do trabalho – binômio que bem sintetiza a trajetória histórica, econômica e social de Juazeiro do Norte e alicerçam o seu desenvolvimento. O conselho do Padre Cícero de que “em cada casa um oratório e em cada quintal uma oficina”, perpetuado no imaginário dos seus romeiros e afilhados e salvaguardado pelas tradições locais, seria o mito fundador que pavimenta essa trajetória.

Ao longo dos seus 110 anos, sobretudo nas 3 últimas décadas, Juazeiro do Norte consolidou-se como importante polo de desenvolvimento regional e como centro nucleador de diversas atividades econômicas, com destaque para o setor do comércio e serviços. A construção de grandes infraestruturas e equipamentos públicos, a instalação de unidades de empresas multinacionais e a consolidação do polo de educação superior são evidências deste processo, e as suas marcas mais visíveis são o expressivo incremento de população, a expansão urbana e verticalização da cidade e o movimento pendular de pessoas que se deslocam para a cidade para trabalhar, estudar, acessar serviços ou para pagar promessas e ter sua experiência romeira na terra do Padre Cícero. Esta centralidade de Juazeiro do Norte, que juntamente com as cidades de Crato e Barbalha forma o aglomerado urbano do CRAJUBAR, foi decisiva para a criação, pela Lei Complementar Estadual nº 78 de Junho de 2009, da Região Metropolitana do Cariri.

Em que pese toda a história de progresso e esperança, não há como desconsiderar que Juazeiro do Norte também partilha dos problemas e desafios característicos dos grandes centros urbanos brasileiros, notadamente a violência a desigualdade social e de acesso a equipamentos e serviços básicos, a emprego e fontes dignas de trabalho e renda. Neste marco dos 110 anos de emancipação política, é importante celebrar os feitos e as conquistas da Cidade do Progresso, mas sem perder de vista a necessidade de superar os desafios existente e a esperança de que este caminho de desenvolvimento e gestão da cidade seja cada vez mais sustentável, inclusivo e plural. Algumas iniciativas recentes em nível municipal (re)acendem essa esperança, tais como a requalificação de equipamentos e espaços públicos da cidade, o ideário de cidade inteligente, o esforço de construção participativa do planejamento municipal, e a recém-anunciada revisão do Plano Diretor do município.

Para a continuidade desse percurso de realizações positivas, é importante seguirmos firmes e atentos e também exercer uma cidadania mais ativa, ocupando os espaços e dando a nossa contribuição para o debate e a ação na/sobre a cidade. Que o Luzeiro da Fé aponte os rumos e a luminária da Mãe das Candeias não nos deixe perder nesse caminho!

Parabéns Juazeiro do Norte!!!

--------------------

Por Raniere Moreira, professor da Universidade Federal do Cariri (UFCA) e coordenador do Laboratório de Estudos em Gestão de Cidades e Territórios (LaCITE).

Publicado originalmente no Portal Badalo.

Postar um comentário

0 Comentários