#3JForaBolsonaro encheu as ruas do país e dominou as redes sociais

 

As ruas centrais de Curitiba, São Paulo, Porto Alegre e Rio de Janeiro foram totalmente ocupadas. (FOTO/ Reprodução).

Este #3JForaBolsonaro, dia nacional de protestos contra o presidente Jair Bolsonaro realizado neste sábado (3), encheu as ruas de 312 cidades brasileiras de todos os tamanhos. E de 35 outras localizadas em 16 países do Exterior. Logo cedo, desde as 8h, manifestantes já estavam se juntando a outros. Com faixas e cartazes com mensagens de rejeição ao presidente, associando os efeitos de sua necropolítica com os mais de 500 mil mortos em todo o país. Por isso reivindicam vacina para todos e pagamento de auxílio emergencial até o final da pandemia. Eram grupos de todos os tamanhos, tomaram as principais ruas e avenidas. No total, mais de 800 mil pessoas. Ou seja, muito distante dos “gatos pingados nas ruas”, como prefere desdenhar o governo no alvo dos protestos.

Nas redes

De acordo com a campanha Fora Bolsonaro, o #3JForaBolsonaro movimentou também as redes sociais ao longo do dia. Segundo dados analisados pelo professor Fabio Malini, da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), a tag #3JForaBolsonaro foi contabilizada em mais de 500 mil postagens no Twitter. E dominou a rede. Comparada à manifestação nacional de 19 de junho, havia presença de 25% de bolsonaristas interagindo com o conteúdo. Hoje foram apenas 9% – o que pode apontar para uma redução das atividades do bolsonaristas em defesa do governo nas redes sociais.

Em participação no ato da Avenida Paulista, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) disse que, a cada nova manifestação, o presidente fica “com mais medo”. E pelo jeito, o povo tem cada vez mais vontade de derrubar esse governo nas ruas.
__________
Com informações da RBA.


Postar um comentário

0 Comentários