Escravizada por 38 anos, Madalena Gordiano é indenizada com imóvel onde trabalhou

Madalena Gordiano. (FOTO/ Divulgação).


Por Nicolau Neto, editor

Madalena Gordiano, de 48 anos, que foi mantida em condições análogas a escravidão por mais de três décadas, será indenizada. O fato sete meses após conquistar a liberdade ao fechar acordo com a família Milagres Rigueira.

Madalena ficará com o imóvel da família que foi avaliado em cerca de R$600 mil. Segundo informações constante no G1, o imóvel é o mesmo onde ela viveu nos últimos 15 anos. Além disso, também fica com um carro no valor de R$70 mil.  A audiência ocorreu de forma virtual, no Tribunal Regional do Trabalho da terceira região em Patos de Minas.

Para Alexander da Silva Santos, advogado de Madalena, o acordo foi avaliado como "uma vitória. Porque, se de um lado o pedido foi muito maior do que efetivamente se conseguiu, por outro lado sabemos que ações judiciais demoram muito tempo, podendo durar anos. "Ela pediu para que trabalhássemos na conclusão desse acordo”, destacou ao G1.

De acordo com o Ministério Público Estadual, Madalena morava na casa dos patrões, não tinha registro em carteira, descanso remunerado e nem salário mínimo garantido e estava em condições análoga a escravidão desde os 8 anos em Pato de Minas.

Postar um comentário

0 Comentários