Regina Sousa: primeira mulher a governar o Piauí é negra e ativista contra a pobreza

Regina Souza toma posse de mandato de nove meses à frente do Piauí. (FOTO/ Governo do Piauí/Divulgação).

Regina Souza (PT) tomou posse nesta quinta-feira (31) como a primeira mulher governadora do Piauí. Então vice-governadora, ela assume o cargo no lugar de Wellington Dias (PT), que vai disputar uma cadeira ao Senado nas eleições deste ano. “O foco do meu mandato será a redução da pobreza”, disse a governadora, em cerimônia na Assembleia Legislativa do Piauí.

Regina afirmou que pretende fazer uma gestão de “continuidade, e não um novo governo”. Por outro lado, destacou que não será “tutelada” pelo ex-governador, mas disse contar com a sua ajuda.

Isso é um pensamento machista de que mulheres precisam ser guiadas por homens em cargos públicos”, disse a governadora Regina, que vai comandar o estado por nove meses. “Não hesitarei em pedir opiniões, afinal não é todo mundo que tem um amigo com experiência de quatro mandatos como governador”, ressalvou, em referência a Dias.

Além disso, a nova governadora prometeu “um olhar mais apurado” para alguns temas como segurança, sistema prisional, saúde, educação e agricultura familiar. Também prometeu um “olhar social” para as comunidades tradicionais e população de rua. Assim, como prioridades, citou o fortalecimento de políticas para as mulheres, o combate ao racismo e à homofobia, além de ações para juventude e idosos.

Nem nos meus sonhos mais dourados sonhei estar aqui, como governadora”, afirmou Regina no discurso de posse. “Estou aqui, mulher negra, governadora sim, colocando um tijolinho no empoderamento das mulheres”, destacou. Assim, como primeira ação à frente do governo, Regina entregou de títulos de terras a mulheres quebradeiras de coco. Esta foi uma das primeiras atividades exercidas por ela na adolescência.

Piauí está no caminho certo”, disse Dias. “Saio com a certeza de que a primeira governadora mulher do seguirá lutando por esse sonho de termos um Piauí cada vez melhor e maior”, acrescentou.

Trajetória

Maria Regina Sousa tem 71 anos. Ela é formada em Letras, com habilitação em língua portuguesa e francesa, pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). Logo depois, em 1983, ela foi aprovada no concurso público do Banco do Brasil.

Anteriormente, desde 1978, Regina passou a atuar junto ao movimento sindical. Primeiramente, fez parte da luta do magistério na educação básica. Posteriormente, passou a atuar junto à classe bancária. Ao lado de Dias, foi vice-presidente do Sindicato dos Bancários, e depois presidenta.

Ela também é uma das fundadoras do PT no Piauí. Na sequência, tornou-se presidenta estadual da legenda. Regina Sousa esteve à frente do diretório piauiense do partido por seis mandatos alternados. Também comandou a Secretaria de Administração por dois mandatos, durante a primeira passagem de Dias como governador.

Em 2010, Regina foi eleita suplente do então senador Wellington Dias. Da mesma maneira, quando Dias venceu a disputa pelo governo estadual, em 2014, ela passou a ocupar a cadeira no Senado no ano seguinte. Naquele momento, também foi a primeira mulher negra a representar o Piauí naquela Casa legislativa.

_________

Com informações da RBA.

Postar um comentário

0 Comentários