Caririense de Nova Olinda participa da Expo Favela e é destaque no Jornal Nacional

 

José Márcio desenvolveu um aplicativo de delivery e está na Expo Favela 2022. (FOTO |Reprodução |Jornal Nacional).

Por José Nicolau, editor

De 15 a 17 de abril, São Paulo recebe a Expo Favela. O evento visa integrar e divulgar o trabalho de artistas e criadores digitais das favelas de todo o país e é pensado e organizado pela Favela Holding e promovido pela Central Única das Favelas (CUFA).

O encontro que foi aberto nesta quinta-feira, 15, contou com a apresentação de uma pesquisa do Data Favela sobre a situação das favelas em 2022, além de promoção conferências e palestras, bem como oportunidades de comercialização de construções dos artistas. Os interessados em acompanhar as atividades têm que desembolsar entre R$ 15 e R$ 30.

Segundo o site Agência Mural, a programação terá nomes como Emicida, além dos organizadores como Celso Athayde e também conta com a participação de alguns empreendedores das quebradas da capital. Entre eles, Willian André Alves, CEO da marca de moda Afroperifa, de Perus, na zona norte da cidade. O projeto é voltado para o público preto e periférico. Willian conduzirá a palestra “Afroempreendedorismo na quebrada”, no sábado (16), às 16h.

De Nova Olinda, no cariri cearense, José Márcio está participando desta edição e foi destaque no Jornal Nacional de ontem, 15. Márcio desenvolveu um aplicativo de Delivery e falou sobre suas expectativas. "Pensar em está nessa margem é pensar em girar essa economia periférica, marginal. Que girando ela a gente garante que gere emprego, renda, possibilidade de construção e produção de novos negócios. Tudo ali passa a girar. É sobre possibilidade. É sobre acreditar em um futuro que está por vir", disse ele.

Marcio é formado em Designer de Produto pela Universidade Federal do Cariri (UFCA) e é um dos principais defensores da cultura como forma de libertação. O jovem junto a outros tem dado a Nova Olinda um papel de destaque fora do eixo político partidário ao integrar o Armazém do Saberes, um projeto que visa repensar as cidades e vivenciar as culturas e transita por todos dos movimentos sociais negros.

Postar um comentário

0 Comentários