Frente Ampla em Defesa da Cinemateca realiza ato nacional para denunciar falta de investimento

Atos serão realizados em SP, RJ, PR, RS e DF; Há pelo menos um ano trabalhadores denunciam risco eminente de incêndio da Cinemateca por descaso do governo federal - Trabalhadores Cinemateca. 


Neste sábado (7), a Frente Ampla em Defesa da Cinemateca convoca atos nacionais para denunciar a falta de financiamento público para a instituição. Os protestos foram motivados pelo incêndio de um dos galpões da Cinemateca, na Vila Leopoldina, zona oeste da capital paulista (SP), no dia 29 de julho. 

Por falta de servidores públicos e recursos para manutenção da instituição, boa parte do maior acervo de imagens em movimento da América do Sul foi perdido, incluindo a biblioteca de Glauber Rocha, grande parte do acervo da Embrafilme e de Paulo Emílio Salles Gomes.

Além da manifestação em frente à sede principal da Cinemateca, na Vila Clementino, São Paulo, o movimento S.O.S Cinemateca também faz convocatórias em outros estados brasileiros. No Rio de Janeiro (RJ), o protesto será em frente ao Museu de Arte Moderna (MAM). Em Curitiba (PR), o encontro será em frente à Cinemateca; em Porto Alegre (RS), o ato ocorre em frente à Cinemateca Capitólio; em Brasília (DF), os manifestantes se reunirão no Palácio do Planalto. Todos os atos começam às 14h (horário de Brasília).

A lista de reivindicações inclui a renúncia do secretário especial de Cultura, Mario Frias; e a implementação imediata de um Plano de Trabalho Emergencial, com contratação de funcionários e reabertura da instituição, que permanece fechada desde agosto de 2020.

-----------------------

Com informações do Brasil de Fato. Leia o texto completo aqui.


Postar um comentário

0 Comentários