Com o tema “nossos talentos, nossa história”, Fundação ARCA realiza mais uma “noite cultural”


Crianças e jovens das escolas do município colocaram sentimento ao tocar seus violões
na "noite cultural" da Fundação ARCA. (FOTO/Nicolau Neto).

Texto: Nicolau Neto

A Fundação Educativa e Cultural ARCA, no município de Altaneira, na microrregião do cariri oeste cearense, atraiu na noite deste sábado (26/10) um público diversificado e considerável - entre estudantes, pais, professores, secretários do município e diretores de escolas, além de jovens que fazem parte do projeto – para mais uma edição de “Noite Cultural”.

Este ano o evento teve como tema “nossos talentos, nossa história”, uma forma de contar e relembrar um trabalho feito há 18 anos com muito afinco pelo projeto ARCA junto a crianças e adolescentes, principalmente através da música. Segundo Mirian Tolovi, uma das responsáveis pela manutenção das ações do projeto, a temática permitiu fazem um encontro entre aqueles/as que estão há pouco tempo, os/as que estão chegando e aqueles/as que estão retornando.

Um passeio pela cultura brasileira, principalmente a nordestina, através da contação de histórias, da música e da poesia – cantata e recitada por crianças e adolescentes. Umas das que mais chamou a atenção foi uma poesia recitada por uma criança que conta a falta de humanidade da sociedade brasileira ao invisibilizar um dos maiores problemas do pais, a saber, a grande quantidade pessoas sem ter onde morar e o que comer. Muitas destas, são menores de idade.

Grupo denominado de "nova geração" encantou o público. (FOTO/Nicolau Neto).

Um grupo formado por alunos e alunas das escolas do município e que participam do projeto em sistema de parceria, colocaram sentimento ao tocar seus violões, ao passo que Dona Angelita (mestra do São Gonçalo), Dona Ritinha e Dona Maria, conhecidas do público por alegrar os encontros dos idosos e, que foi denominado de “nova geração”, encantaram o público com histórias oriundas da região nordeste.

Jovens talentos se inspiraram e cantaram músicas sertanejas e clássicos do forró, como Hélio e Pedro.

Para Carlos Tolovi, um dos idealizadores do evento que é realizado anualmente, a ARCA tem um trabalho voltado para o descobrimento de talentos, o encorajamento daqueles e daquelas que chegam até aqui, mas tem um momento que chega o limite. Segundo ele, os jovens possuem talento de sobra, mas a ARCA não pode coloca-los/as em uma banda grande. “É preciso que o município invista neles/as”, disse. Tolovi mencionou ainda a importância trabalho desenvolvido pelos educadores musicais Cícero Herlâdio, Davi e Hélio Ferreira.

A noite foi fechada com o casal de jovens Thamyres Silva e Daniel Pedro. A garota Thamyres Silva demonstrou muito talento. Dona de uma voz potente (ver vídeo abaixo), foi muito aplaudida pelo público ao cantar o clássico de Alceu Valença, "Anunciação". 

O vídeo de Thamyres publicado por mim no Facebook teve vários elogios direcionados a garota. “Que voz linda!!! Levantou o público apresentando sua melodia suave e contagiante. Garota de um grande potencial musical”, disse a professor Flávia Cícera. “Maravillhosaaa” (SIC) escreveu a professora da rede municipal de Assaré Liliane Rosado. Nada Lima comentou “Arrepiei todaaaaa. Que talentoooooo” (SIC). Para os irmãos Rafael Fernandes  e Mônica Fernandes, Thamyres “canta muito”. Já Amanda Alencar escreveu “Talentosa demais”. Landim Júnior a classificou como “show” e “a voz da garota e música também” (SIC) e Vanderlan Costa a classificou como “especial”.



Postar um comentário

0 Comentários