Em post confuso, FHC pede protestos e reação ao governo Bolsonaro


(FOTO/ Valter Campanato/Agência Brasil).

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso retornou às redes sociais neste sábado (5) para fazer comentários confusos sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL) e a demissão de funcionários em órgãos culturais por questões ideológicas. Preocupado, FHC diz que é necessário protestar para evitar que a democracia morra.

A violência dos bandidos assim como as do governo preocupam. Armas nas mãos de bandidos ou de quem não sabe usá-las aumenta o medo”, começou o ex-presidente, fazendo um paralelo confuso com o assunto das demissões. “Demitir funcionários em áreas culturais por ideologia repete o desatino. Sem reação as democracias morrem. Há liberdade para protestar. Usemo-la”, continuou.

Recentemente, o ministro da Cidadania Osmar Terra exonerou 19 servidores do Centro de Artes Cênicas da Funarte sem consultar o diretor Roberto Alvim sobre a decisão. Os bastidores revelam que o estopim teria sido a participação que alguns deles tiveram no processo de contratação da esposa de Alvim, a atriz Juliana Galdino.

A contratação da atriz foi barrada no próprio órgão por ter sido considerado ilegal pela Lei de Nepotismo, que não permite a servidores a contratação de filhos, cônjuges, pais e outros familiares.
____________________________________
Com informações da Revista Fórum.

Postar um comentário

0 Comentários