A luta contra o racismo deve ser uma ação cotidiana, diz comissão do Artefatos da Cultura Negra


A comissão organizadora do Artefatos da Cultura Negra publicou em sua página na rede social facebook nota de agradecimento pela envolvimento de pesquisadorxs, professorxs, ativistas de movimentos sociais, estudantes de licenciatura e da educação básica, bem como axs parceirxs que participam ativamente da construção do evento que este ano esteve em sua 8º edição, como  NEGRER/Departamento de Educação/Universidade Regional do Cariri – URCA, Grupo de Valorização Negra do Cariri – GRUNEC e Cáritas Diocesana de Crato, Universidade Federal do Cariri e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFCE – Juazeiro do Norte.

O VIII Artefatos da Cultura Negra ocorreu entre os dias 26 e 30 de setembro do ano em curso em três cidades do cariri cearense – Crato, Juazeiro do Norte e Brejo Santo - e debateu dentro da temática geral “Educação, Justiça Social e Demandas Contemporâneas” proposições de superação do racismo no campo da educação. Segundo a nota, a ação que vem sendo realizado anualmente “tem se destacado como um dos mais importantes eventos sobre cultura negra no Brasil e se constituído enquanto um espaço de importante de produção do conhecimento, num diálogo estreito entre a academia e a sabedoria popular/ancestral” e ressaltou “que a luta contra o racismo deve ser uma ação cotidiana, coletiva e comprometida com a construção de um mundo melhor para tod@s”.

Abaixo a nota na íntegra:

Durante o período de 26 a 30 de setembro de 2017 o Congresso Artefatos da Cultura Negra promoveu discussões sobre a situação da população negra no Brasil apresentando proposições de superação do racismo no campo da educação. O evento, que este ano aconteceu em 03 (três) cidades do Cariri cearense (Brejo Santo, Juazeiro do Norte e Crato) reuniu pesquisador@s, professor@s, ativistas dos movimentos sociais, grupos culturais, feirantes, estudantes de licenciatura e da educação básica.

A ação, realizada anualmente, tem se destacado como um dos mais importantes eventos sobre cultura negra no Brasil e se constituído enquanto um espaço de importante de produção do conhecimento, num diálogo estreito entre a academia e a sabedoria popular/ancestral. A Comissão Organizadora do VIII Artefatos da Cultura Negra agradece a tod@s que contribuíram para a realização do evento e destaca que a luta contra o racismo deve ser uma ação cotidiana, coletiva e comprometida com a construção de um mundo melhor para tod@s.

Os nossos mais sinceros agradecimentos aos parceiros que anualmente participam efetivamente da construção do evento: NEGRER/Departamento de Educação/Universidade Regional do Cariri – URCA, Grupo de Valorização Negra do Cariri – GRUNEC e Cáritas Diocesana de Crato, Universidade Federal do Cariri e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFCE – Juazeiro do Norte.

A Comissão Organizadora agradece o importante apoio recebido da:

Pró-Reitoria de Extensão – PROEX - URCA
Pró-Reitoria de Desenvolvimento Universitário – PRODUN – URCA
Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis – PROAE – URCA
Pró-Reitoria de Cultura, Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação da Universidade Federal do Cariri – UFCA
PARFOR – Pedagogia - URCA
Níger - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFCE
Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira da UFC
ONG ALDEIAS/Zabumbar/Banda Sol na Macambira
Luciano Dex Tape/Nega Lú
Maracatu Uinu- Erê
Coletivo Camaradas
Grupo Arte e Tradição
Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira – UNILAB
Mestrado Profissional em Educação da URCA
Departamento de Tecnologia da Informação – DTI/URCA
Núcleo das Africanidades Cearense – NACE – UFC
Núcleo de Estudos Comparados em Corporeidades, Alteridade, Ancestralidades, Gênero e Gerações – NECA GE/UFCA
Grupo de Estudo e Pesquisa de História, Cultura e Ensino Afro-Brasileiro, Americano e Africano – GEPAFRO – Departamento de História URCA
Secretaria de Educação de Porteiras – CE
Associação REMOP – Casa da Memória de Porteiras – CE
Núcleo de História Oral e Tradições – Departamento de História – URCA
Centro Cultural do Banco do Nordeste
Kennedy Gonçalves Fotografias

O VIII Artefatos da Cultura Negra 2017 ocorreu  em Crato, Juazeiro do Norte e Brejo Santo.
Foto: Cáritas Diocesana de Crato. 



Postar um comentário

0 Comentários