Somália para além da guerra civil. Fotógrafo arrebata o mundo com imagens de um local que quer se manter vivo


Yasin Osman é um premiado fotógrafo canadense, filho de Somalis criado em Toronto, no Canadá. Se especializou em fotografia humanitária e viaja pelo mundo em busca de histórias de marginalização, cultura e religião.

Na última semana, logo após o atentado de Mogadíscio, ocorrido no último sábado (14), que já deixou mais de 300 mortos, várias fotos suas da capital da Somália viralizaram na internet e correm o mundo.

Não pense, no entanto, que se tratam de imagens de fome, miséria, ataques terroristas ou coisa que o valha. Ao desembarcar na terra dos pais, Yasin foi atrás da vida noturna e da cultura de praia, na cidade que tem a costa mais longa da África.

Eu não voltava para a Somália desde que era criança; foi minha primeira viagem para lá”, disse Osman. “A única coisa que eu conseguia pensar no avião era na praia Lido, e nas histórias que minha mãe contava sobre o lugar.”

Osman diz que a mãe costumava passar as noites de sexta depois da escola conversando com amigos, bebendo chá e fazendo piadas na praia em Mogadixo — algo que ele não conseguia imaginar até ver por si mesmo. “Logo nos primeiros minutos, eu não conseguia deixar de sorrir. Ao redor eu via garotos jogando futebol, crianças dançando e mães ensinando as filhas a nadar”, ele diz. “Era muito mais lindo do que eu podia pensar.”

As fotos viralizaram nas redes sociais, algo que Osman credita ao contraste entre suas imagens e a cobertura da mídia ao longo de mais de duas décadas de guerra civil. “Acho que os somalis querem ver somalis retratados sob uma luz positiva. Queremos ver o amor, e as pessoas tentando mudar a narrativa se identificam com isso.”

A alegria dos temas de Osman é tão irresistível que, quem sabe, um dia esses rostos podem acabar na busca por imagens do Google. Veja mais fotos da praia Lido na Somália abaixo. (Com informações da Revista Fórum/ Vice Canadá).











Postar um comentário

0 Comentários