Benedita, Marina e Madame Satã são devolvidas a lista de personalidades negras da Palmares por decisão judicial

 

Benedita da Silva. (FOTO/ Divulgação).

Por Nicolau Neto, editor

Na última quarta-feira (16), a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ), a ex-ministra Marina Silva (Rede) e João Francisco dos Santos (a Madame Satã) voltaram a figurar na lista de personalidades negras da Fundação Palmares. A ação foi fruto de uma decisão da justiça federal que reverteu a atitude do presidente da instituição, Sérgio Camargo, conforme destacou a Revista Época.

Retirada da lista dois meses que antecedia as eleições municipais, a deputada Benedita que disputava o executivo do Rio de Janeiro, comemorou a decisão da justiça em suas redes sociais. Ela destacou a relevância histórica do não apagamento dessas personalidades e argumentou que a retirada dos nomes simplesmente movido por distinções políticas necessita mesmo ser revertido.

Não vão nos silenciar e muito menos diminuir nossas lutas”, pontuou Benedita.

Outros nomes também foram excluídos por Sérgio Camargo da lista de personalidades negras, como Gilberto Gil (cantor e ex-ministro da Cultura), Elza Soares  e Martinho da Vila, ambos músicos.

Postar um comentário

0 Comentários