Câmara derruba veto de Bolsonaro e garante pagamento de precatórios a professores e professoras

 

Câmara derruba veto de Bolsonaro e garante pagamento de precatório a professores e professoras. (FOTO / Divulgação / Betha).

Por Nicolau Neto, editor

A Câmara federal derrubou nesta quarta-feira (17) nove vetos do presidente Bolsonaro a projetos de lei. Dentre eles, destaque para a rejeição ao projeto de lei nº 1581/20, que discorre sobre as regras para o pagamento de precatórios federais do antigo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

Com o veto, parlamentares resgataram o texto que fala na destinação de bônus a profissionais do magistério ativos, inativos e pensionistas de 60% dos recursos obtidos com a negociação dos pagamentos se o precatório estiver relacionado a contestações de estados e municípios quanto a repasses do antigo Fundef .

Para o deputado federal Idilvan Alencar (PDT- CE), esse é foi mais um passo dado e destacou a decisão da Câmara como “uma vitória importante que ajuda a consolidar o nosso entendimento”.

No mesmo caminho seguiu José Guimarães, deputado federal pelo PT (CE), ao afirmar que defende o rateio com os professores conforme manda a destinação originária, ou seja, 60%, e criticou o presidente. “Bolsonaro não vai retirar o direito aos precatórios do Fundef.” Para ele, o Congresso Nacional praticou justiça com a classe docente.

Postar um comentário

0 Comentários