Aula pública sobre cotas raciais será realizada na Universidade Regional do Cariri



A Universidade Regional do Cariri (URCA), campus Crato, será palco na próxima quarta-feira, 21, de aula pública visando debater Cotas Raciais. O ato é uma idealização dos movimentos sociais, movimentos estudantis e do Grupo de Estudo e Pesquisa de História, Cultura e Ensino Afro-Brasileiro, Americano e Africano (GEPAFRO).

O tema apesar de frequente em discussões, ainda é pouco explorado pela comunidade, o que acaba suscitando dúvidas quanto a sua implementação em concursos públicos, em seleções de vestibulares nas universidades, faculdade e institutos educacionais.  

Em fevereiro de 2017 a URCA promoveu alguns encontros acerca da temática, como o I Seminário e Ações Afirmativas: A Implantação do Sistema de Cotas e de uma Audiência Pública. Ambos os eventos contou a participação de organizações não governamentais, associação de surdos e mudos, movimentos negros do cariri, professores, universitários e demais membros da sociedade civil.

Ao Blog Negro Nicolau (BNN), a professora do Departamento de História desta universidade, Telvira, afirmou que a atividade é uma idealização do GEPAFRO, coordenado por ela, do Grupo de Valorização Negra do Cariri (GRUNEC), do Sindicato dos Docentes da Universidade (SINDURCA), dos movimentos estudantis da UFCA e tem como objetivo cobrar da instituição um posicionamento. Segundo a professora, "a URCA não tem feito nada em relação a isso". "Na verdade", realçou, "essa aula é para denunciar. A gente já teve um primeiro vestibular com ofertas de vagas para cotas sócio raciais e já tivemos os primeiros constrangimentos de candidatos brancos que se autodeclararam negros e os negros ficaram na fila". 

A ação que será realizada por docentes e discentes da URCA, UFCA, IFCE e também por movimentos sociais, deve debater sobre a realidade que ainda persiste – a pouca presença de negros, negras e indígenas no ensino superior. Ainda segundo Telvira, junto com a aula haverá um ato com o tema "Vidas Negras Importam. Mariella Presente".

A aula pública ocorrerá a partir das 18h30 no pátio da pedagogia.

(Foto: Divulgação).


Postar um comentário

0 Comentários