Ravi Timóteo: O atleta altaneirense que se tornou uma máquina de resultados positivos



Ravi Timóteo não se cansa de conquistar bons resultados no atletismo. É a primeira vez na história do esporte altaneirense que um atleta mantém o nível em disputas que envolvem desportistas dos mais variados municípios do Ceará e de outros Estados também.

Ravi é dedicado aos treinos e quase que diariamente nos fins de tarde realiza percurso entre Altaneira e Nova Olinda sob a orientação de seu treinador, o servidor público Tiago Alves. A determinação e o compromisso ao esporte de Ravi tem lhes rendido excelentes resultados.

Em conversa informal com este blogueiro na semana passada, o atleta altaneirense contou seus últimos feitos e afirmou que a melhor competição que já participou foi a II Corrida das Escolas Públicas Estaduais do Ceará que ocorreu em 20 de agosto de 2017, em Fortaleza, envolvendo mais de 8 mil competidores (as), entre professores (as), alunos (as) e servidores (as) públicos. “Quando cheguei já tinha uma multidão e quando mais o tempo passava aparecia mais competidores”, disse ele. “Cheguei a falar para mim mesmo que não tinha chances de obter um bom resultado”. Mas obteve. Naquela ocasião, Ravi ficou em segundo lugar.

O altaneirense ainda confessou que quer fazer história e participar de programas de TV relatando seus resultados. Mas já adiantou que onde passa, já há pessoas que afirmam “olha lá o menino de Altaneira”.

Sua última conquista foi um segundo lugar no domingo passado, 25/03, na Meia Maratona Padre Cícero, em Juazeiro do Norte. A prova de pista turística e multicultural está incluída no roteiro nacional de corrida rua e contou com cerca de 1.500 participantes.

A competição esteve dividida em várias categorias. Ravi, segundo seu treinador correu entre os competidores na faixa etária de 18 a 29 anos percorrendo uma distância de 10 km.

Para participar das competições, o altaneirense conta com o apoio e o Patrocínio do Governo Municipal.

Ravi Timóteo por ocasião da participação na Meia Maratona Padre Cícero, em Juazeiro do Norte.
 (Foto: Tiago Alves).




Postar um comentário

0 Comentários