Professor de Santana do Cariri conclama união do poder público e sociedade civil para mudar realidade de juventude



O professor Raimundo Sandro Cidrão promoveu discurso reflexivo na abertura do espetáculo teatral “O Calvário de Jesus”, encenado há duas décadas pela  Sociedade Teatral Santanense.

Sandro Cidrão chamou a atenção para a triste realidade de Santana do Cariri em que adolescentes estão perdendo a vida “de forma banal e precoce”. Ele fez menção aos casos mais recentes. “Estamos perdendo nossa juventude para esta triste estatística dos acidentes fatais com motos, envolvimento com drogas e suicídios”, disse.

Sandro Cidrão. (Foto: Reprodução/ Facebook).
Por isso”, realçou, “nós que formamos esta instituição cultural estamos lançando agora - abrindo a Semana Santa que se aproxima, - a Campanha TODOS PELA VIDA, UNIDOS PELA ARTE (assim mesmo em caixa alta) para que nossas crianças, adolescentes e jovens descubram o sentido sagrado da vida através da Cultura, seja ela teatral, musical, poética, artesanal, esportiva ou outra qualquer”. Mas ele foi elucidativo ao argumentar que se faz necessário outras iniciativas que permitam à comunidade oportunidade de acesso a bens culturais como forma de reverter a situação ora mencionada.

Ao destacar que em menos de dois meses deste ano houve a morte de cinco adolescentes vítimas de acidentes com moto e suicídio, somente em Santana do Cariri, inclusive um aluno da Escola Hermano Chaves Franck (da qual ele é diretor), no sítio Pedra Branca, Sandro foi taxativo ao conclamar a união do poder público e da sociedade civil no sentido de realizar ações concretas que possa mudar essa “dura e triste estatística”.

Que futuro teremos sem a força da juventude? Quem irá nos suceder? Quantos pais vão sofrer ainda a pungente dor da perda precoce de seus filhos? Quantos garotos e garotas ainda vão ter que chorar a perda de seus amigos mais próximos, diante do interrogativo “por quê?”, indagou o professor.

Segundo o professor “O CALVÁRIO DE JESUS”, peça teatral escrita e dirigida por ele, é encenada por pessoas de própria comunidade e o roteiro enfatiza a vida e a morte de JESUS CRISTO.

Abaixo integra da nota que foi publicada em sua conta no facebook:

ABERTURA DO ESPETÁCULO TEATRAL “O CALVÁRIO DE JESUS” EDIÇÃO 2018 – CAMPANHA “TODOS PELA VIDA, UNIDOS PELA ARTE” – SOCIEDADE TEATRAL SANTANENSE.

Sejam todos bem-vindos e bem- vindas ao espetáculo “O CALVÁRIO DE JESUS”, encenado há exatos 20 anos pela Sociedade Teatral Santanense; pioneiramente uma encenação ao ar livre, aqui em nosso torrão natal Santana do Cariri.

Antes, porém de iniciarmos, gostaria de fazer algumas colocações acerca dos nossos adolescentes e jovens, que com tristeza, estão desaparecendo do nosso convívio cada vez mais, e de forma banal e precoce. Constatamos que a cada dia o protagonismo juvenil está desaparecendo. Estamos perdendo nossa juventude para esta triste estatística dos acidentes fatais com motos, envolvimento com drogas e suicídios.

Por isso, nós que formamos esta instituição cultural estamos lançando agora - abrindo a Semana Santa que se aproxima, - a Campanha “TODOS PELA VIDA, UNIDOS PELA ARTE”; para que nossas crianças, adolescentes e jovens descubram o sentido sagrado da vida através da Cultura, seja ela teatral, musical, poética, artesanal, esportiva ou outra qualquer. Para que eles possam expressar seus sentimentos e suas vocações através da Arte, elevando sua autoestima, merecedores de todos os encômios e não de epitáfios; sendo aplaudidos de pé. Precisamos de iniciativas que propiciem à nossa comunidade, oportunidade de acesso a bens culturais para reverter essa situação. Cada um querendo, todos podem.

Aqui conclamo toda comunidade santanense: Poder Público constituído, igrejas, famílias, sociedade civil como um todo, para que nos unamos, reflitamos e façamos alguma ação concreta; uma corrente para mudar essa dura e triste estatística. Neste início de ano, em menos de dois meses, perdemos cinco adolescentes vítimas de acidentes com motos e suicídio, somente em nosso município em Santana do Cariri. Destes, um aluno de nossa escola da Pedra Branca, de apenas 14 anos.

Que futuro teremos sem a força da juventude? Quem irá nos suceder? Quantos pais vão sofrer ainda a pungente dor da perda precoce de seus filhos? Quantos garotos e garotas ainda vão ter que chorar a perda de seus amigos mais próximos, diante do interrogativo “por quê?”

Que as lágrimas derramadas por Nossa Senhora, no encontro com seu filho Jesus, no Calvário, sirvam de lenitivo para aplacar a dor infinda de cada uma dessas mães que perderam seus filhos.

Neste momento, aproveito também para agradecer a todos que colaboraram para que este trabalho fosse feito mais uma vez, direta ou indiretamente, com especialidade aos que assinaram o “livro de ouro”, criado para este fim. A todo o elenco e ao corpo técnico, minha família e meus amigos, meu abraço de gratidão e admiração.

Com vocês “O CALVÁRIO DE JESUS”, peça teatral escrita e dirigida por mim, e encenada por pessoas de nossa comunidade, com muito carinho, especialmente para cada um de vocês aqui presentes. O roteiro enfatiza a vida e a morte de JESUS CRISTO, um homem, cuja história de amor e fé, revolucionou toda a humanidade.

Com muito silêncio e atenção, vejamos a mensagem evangelizadora presente nas entrelinhas do texto escrito com muito amor para esse público maravilhoso aqui presente.

E VIVA O TEATRO!

RAIMUNDO SANDRO CIDRÃO - Diretor

Santana do Cariri, 24 de março de 2018”.



Postar um comentário

0 Comentários