Integra do Discurso de Posse de Corrinha Lino na Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe


Corrinha Lino e o presidente da ALB/Seccional Araripe, Adriano Sousa.
(FOTO/João Alves).

Excelentíssimo Presidente ALB Araripe-CE e Doutor em Filosofia. Filósofo Imortal Francisco Adriano de Sousa.

Ilustríssimo Sr. Prefeito Municipal e sobrinho do Patrono Antonio Rodrigues dos Santos ,Francisco Dariomar Rodrigues Soares ;

Ilustríssima Senhora Maria Eliane Alencar, primeira dama e Secretária de Assistência Social;

Ilustríssimo Senhor Francisco Jairo Teixeira Neto,meu esposo ,Rainier Lino Teixeira e seu irmão José Harrison Teixeira ,meus filhos, minhas vidas;

Ilustríssima Senhora Maria Duarte da Silva, Professora e que atuou como gestora por 19 anos na Escola Estadual Santa Teresa;

Ilustríssima Senhora Dasdores Rodrigues Soares(Dorinha) filha do meu Patrono;

Ilustríssimo Sr. Francisco Fenelon Pereira,ex prefeito;

Digníssimos senhores e senhoras familiares do Patrono Antonio Rodrigues dos Santos ;

Acadêmicos da ALB/Araripe-Ce, é com muita gratidão que os recebo em minha terra natal, nesse dia tão significativo para mim.

Meus estimados amigos e familiares aqui presente, que fazem com que a minha vida tenha verdadeiro sentido.

Sejam todos bem vindos!

Em junho de 2018 recebi um e.mail do meu ex-aluno e amigo Adriano com uma pergunta, você não gostaria de concorrer a uma cadeira na ALB Seccional-Araripe? E continuou, estou enviando em anexo as orientações precisas para você ver e se quiser concorrer siga os passos necessários para tal finalidade. Li o e-mail, mas confesso que não me prendi ao comunicado. No dia que encerrava o prazo, a noite, recebi uma mensagem com uma pergunta no watsap, e aí vai concorrer ou não ,hoje as 10 da noite se encerra o prazo. Revi o documento, segui as orientações e aceitei concorrer, era 02 de julho de 2018. Enviei meu currículo e a carta de intenção. Estava eu a passear em Manaus quando de repente um comunicado que eu tinha sido aceita para ocupar a cadeira 31 na Academia de Letras do Brasil Seccional Araripe. Fiquei imensamente feliz e recebi muitas mensagens de amigos e familiares me parabenizando. E hoje apresento o trabalho sobre o Patrono escolhido, o nosso amigo que por muitos anos esteve a nos presentear com suas poesias, Antonio Rodrigues dos Santos, o poeta popular “Ribuliço”, pelo qual lembro dele desde criança quando ele começou a trabalhar com meu pai e posteriormente se tornou funcionário público e assumiu o trabalho de motorista em um carro que viria a ficar registrado como “burra preta” pois todos os dias tinha viagem de pessoas fossem para o Crato ,Juazeiro ou Barbalha , além das localidades do nosso município. O mesmo somava a paixão da sua profissão com a paixão intelectual que o consagrou poeta popular.

Não escrevo poemas, as vezes arranho na construção de cordel, mas como educadora por vocação, confesso que sou incansável na leitura e grande incentivadora durante esses 32 anos que trabalho na educação de Altaneira.

Estar na Academia de Letras do Brasil Seccional Araripe é saber que assumimos uma responsabilidade com a cultura caririense, não estacionaremos somente no trabalho apresentado dos nossos patronos, o compromissos vai além. Meu pensamento vagueia pelo município de Altaneira, o pensamento de escrever um livro está elencado nos sonhos que tenho a realizar ,assunto é o que não falta nessa terra amada e querida.

Aos confrades, meus companheiros, permitam –me lembrar um pouco da vivência com o nosso Presidente Dr. Francisco Adriano Sousa, que cresceu aqui em Altaneira bem próximo a mim, sua família por muitos anos eram nossos vizinhos ,sempre muito inteligente e com dons para a literatura o mesmo nos fazia desfrutar dos seus escritos ao longo dos anos ,seja na Escola 18 de Dezembro ou na Escola Estadual Santa Teresa. O menino cresceu em tamanho e em sabedoria, e hoje me orgulho de estar ao seu lado, não mais como professora de Geografia ou como Diretora de escola, mas como acadêmicos. E como diz o Pensador Aristóteles,”O verdadeiro discípulo é aquele que supera o mestre”, vejo em Adriano a grandiosidade de um verdadeiro poeta e lutador da Cultura caririense.

Paulo Coelho diz ”: O discípulo quando cruza com o mestre,se entrega completamente por dias, meses ou anos, mas terminam descobrindo que o mestre não é o ser perfeito que imaginaram, mas uma pessoa igual a todos, cuja única função é dividir o que aprendeu”.

Eu fui uma das professoras do Doutor Adriano, algumas amigas presente nessa solenidade também, mas sinto que a minha colaboração na sua educação , faz parte da sua construção na sua caminhada acadêmica. E isso me deixa confortável e feliz.

Desde o dia 10 de novembro quando fui Diplomada na ALB Seccional Araripe comecei a conhecer os demais confrades, e a cada dia me sinto mais agraciada por Deus por fazer parte desse seleto grupo. Das 10 cidades do Cariri Oeste temos representantes na Academia, cada um com a sua capacidade nata de desenvolver seus trabalhos que vem fortalecer a nossa cultura.

Agradeço de coração a disponibilidade de todos que estiveram presente a esse momento, e com certeza nos encontraremos na apresentação dos próximos trabalhos que virão.
__________________________________
Discurso encaminhado via correio eletrônico para a redação do Blog Negro Nicolau.

Postar um comentário

0 Comentários