Professor Aurélio Matias lança livro sobre Ditadura Militar no Cariri Cearense durante 12º Bienal do Livro


Professor Aurélio Matias lança livro sobre Ditadura Militar
no Cariri Cearense durante 12ª Bienal do Livro.
(FOTO/Reprodução/Facebook).

Texto | Nicolau Neto

O professor caririense, historiador e diretor de formação sindical da APEOC, Aurélio Matias, lançou nesta segunda-feira, 19, durante a XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, seu livro “Resistência, Rota de Fuga e Refúgio: o Cariri cearense na ditadura militar”.


A obra, segundo o professor, é fruto de uma extensa pesquisa que resultou em sua dissertação de mestrado em Ciências Sociais e aborda o Cariri cearense durante período em que o Brasil esteve submetido aos horrores de uma ditadura militar, enveredando como esse momento impactou a região sul do Ceará. O autor analisa as resistências antes e, particularmente, após a adoção do Ato Institucional nº 5.

Para Aurélio, no Cariri, não somente se confirmou uma área de refúgio político, mas, do mesmo modo, instalou-se uma rota pela qual, aflitivamente, militantes políticos de esquerda buscaram meios de defrontar o autoritarismo vigente. Nessa seara, buscou dialogar com autores que versam sobre o tema e em depoimentos, alguns inéditos, procurou interpretar como se deu a ação desses grupos que resistiram ao arbítrio.

Pelas redes sociais Aurélio externou gratidão aqueles e aquelas que se fizeram presentes no lançamento e afirmou que “no dia do Historiador, 19 de agosto”, está disponibilizando “para a sociedade uma História que estava nas sombras, um saber para evitar qualquer tentativa de retorno aos tempos do arbítrio”.

Postar um comentário

0 Comentários