Amazônia em chamas: Ruralistas combinaram “dia do fogo” no Whatsapp por apoio a Bolsonaro


Imagem aérea mostra fogo às margens da BR163, na região de Altamira, onde
começaram os focos de incêndio na Amazônia (Reprodução/Twitter).

Reportagem publicada neste domingo (25) pelo site da revista Globo Rural revela que mais de 70 ruralistas, incluindo grileiros, combinaram por whatsapp incendiar simultaneamente as margens da BR163, na região de Altamira, no Pará, no dia 10 de agosto, que foi chamado “Dia do Fogo”.

O ato foi marcado para mostrar ao presidente Jair Bolsonaro que apoiam suas ideias de “afrouxar” a fiscalização do Ibama e quem sabe conseguir o perdão das multas pelas infrações cometidas ao Meio Ambiente.

A região de Altamira é um dos principais focos das chamas que ainda consomem a floresta amazônica.

Segundo a reportagem, a pedido do Ministério Público de Novo Progresso, o Delegado Daniel Mattos Pereira, da Polícia Civil, já ouviu algumas pessoas ligadas ao “Dia do Fogo”, até agora ninguém foi preso.

No Twitter

Pelo Twitter, o ministro de Meio Ambiente, Ricardo Salles, avisou Sergio Moro, da Justiça, no início da tarde deste domingo que Jair Bolsonaro determinou abertura de investigação sobre o caso.
______________________________
Com informações da Revista Fórum.

Postar um comentário

0 Comentários