23 vítimas da tortura na ditadura cobram providências do STF contra agressão de Bolsonaro a Dilma

 

Bolsonaro zombou da tortura sofrida pela ex-presisenta Dilma Rousseff nos porões da ditadura. (FOTO/ Lula Marques).

Vinte e três ex-presas políticas e vítimas da ditadura entregaram nesta terça-feira (29) carta endereçada aos integrantes do Supremo Tribunal Federal e do Congresso Nacional. O documento (leia abaixo) manifesta solidariedade à ex-presidenta e cobra providências das autoridades sobre a agressão dirigida a Dilma Rousseff pelo presidente Jair Bolsonaro.

Em mais uma atitude irresponsável e incompatível com o cargo que exerce, o presidente mais uma vez faz apologia à tortura e humilha as vítimas torturadas a quem o Estado brasileiro já anistiou e pediu desculpas pelas violências cometidas”, diz o texto da carta, assinada pelas militantes contra a ditadura militar.

Nós mulheres, ex-presas políticas, que nos rebelamos e resistimos contra o autoritarismo da Ditadura Civil Militar que impuseram à sociedade brasileira naquele período, vimos repudiar estes atos e demandar que as instituições democráticas do Estado Brasileiro tomem as providências cabíveis”, cobram, sobre a agressão a Dilma Rousseff.

______________________________

Com informações do Blog da Dilma e reproduzido na RBA. Leia a íntegra da carta aqui.

Postar um comentário

0 Comentários