Região Norte é onde há, proporcionalmente, maior número de candidatos negros no Brasil

 

(FOTO/ Reprodução).

Dos quase 57 mil candidatos a prefeito e vereador nos municípios da região norte do Brasil, 77% são negros ou pardos, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A região lidera o ranking de candidaturas negras do país.

O Amapá é o estado que tem mais candidaturas de negros: 83% do total de candidatos. Em seguida estão o Acre, com 80%; o Amazonas com 79,6% e o Pará com 79,4%. Ao todo, os quatro estados contam com 31.534 candidatos e candidatas pretos e pardos, 11% do total no país.

Os municípios do Sul do país são os que contam com menor número de candidatos negros. Santa Catarina está em último lugar no ranking: 11,9% do total de candidatos. No Rio Grande do Sul, apenas 12,1%% das candidaturas autodeclararam-se como pretas ou pardas. Isso significa que, a cada oito candidatos, apenas um será negro, preto ou pardo. Levando em consideração somente os candidatos ao cargo de prefeito, o cenário é ainda mais desigual: apenas 11 registros são de autodeclarados pretos (menos de 1%) e 30 são de pardos (cerca de 2%).

Foram registradas 828 candidaturas pretas ao cargo de prefeito (4,28% do total) e 6066 candidaturas autodeclaradas pardas para o mesmo cargo (31,36% do total)em todo o Brasil . Somados os registros de indígenas e amarelos, as candidaturas de pessoas não-brancas às prefeituras são aproximadamente 36% do total.

___________________________

Com informações do Notícia Preta

Postar um comentário

0 Comentários