Eleições 2020: já escolheu seu candidato ou candidata?

 

Késia e Dariomar disputam a prefeitura de Altaneira. (FOTO/ Reprodução/ Redes Sociais).

Por Nicolau Neto, editor-chefe

Faltando apenas três dias para as eleições, nós queremos saber: já escolheu seu candidato a vereador ou candidata a vereadora? Quem você deseja que seja o prefeito ou a prefeita nos próximos quatro anos?

Essas eleições são muito importantes, pois são nos municípios, sejam eles grandes, médios ou pequenos que as relações de poder são mais sentidas. Quando nós escolhemos alguém para nos representar no legislativo ou no executivo, temos que ter a noção de que essa representação deve ser feita para todos, independentemente de ter votado ou não. Independentemente também de classe social, cor/raça, preferência religiosa ou não.

Mas essa escolha pode e deve ser desapegada de troca de favores. Voto não é mercadoria; o eleitor e a eleitora não é objeto que pode ser comprado/a. Compra ou venda de voto configura uma das principais práticas de corrupção do país e, portanto, uma das mais difíceis de combater. E a explicação para isso está no consenso que há entre quem compra e quem vende. Não se vende nada se não tivesse quem comprasse. A recíproca é verdadeira.  

O voto é uma importante ferramenta que dispomos para poder contribuir com uma educação voltada para a diversidade, com uma saúde de qualidade, e com o desenvolvimento de políticas públicas direcionadas a valorização da cultura. Por isso, não pode ser motivo de troca. O voto tem que ser precedido de análise, senso crítico, de verificação do histórico de vida da pessoa que está disputando sua preferência, seus planos para o mandato. O seu candidato, a sua candidata trilha no caminho da sua orientação política?

A sua escolha no próximo dia 15 deve ser consciente. Escolha alguém que você perceba que esteja apto e preparado para o cargo a qual concorre. Escolha quem você perceba que será capaz de, independentemente de quem esteja no executivo, fiscalizar os gastos públicos. Por outro lado, escolha aquele/a que você saiba que poderá cobrar durante os quatro anos do seu mandato sem sofrer perseguição ou que poderá fazer oposição a sua gestão assim que as promessas de campanhas não estejam sendo cumpridas e, mesmo assim, você será bem tratado.

Portanto, essas eleições são muito importantes, pois são a partir dos municípios que começamos a desenhar um mundo melhor.  Não deixe os outros decidirem ou influenciarem o seu voto. Você é o protagonista.

Aproveitamos este texto para fazer uma campanha contra o voto branco ou nulo. Não opine para “o/a que ganhar está bom.” Não deixe o destino do seu município nas mãos de qualquer um/a. Escolha aquele/a que possua os defeitos menos graves e saiba que é na política que é decidido qual educação seu filho ou filha terá; é da política que vem o que você come, o que você veste, o que calça, etc.

Pense nisso e no próximo domingo vá ao local de votação tranquilo, com autonomia. Mas não se esqueça de ir com os documentos necessários, com uma caneta e de máscara. Antes e depois de votar passe álcool em gel.

Postar um comentário

0 Comentários