Pro-reitoria de Cultura da UFCA e Coletivo Camaradas lançam nota contra o corte de verbas do CCBNB


CCBNB. (FOTO/Reprodução).
Texto | Nicolau Neto

A Pró-Reitoria de Cultura da Universidade Federal do Cariri (UFCA) lançou nesta terça-feira, 02, nota em que se manifesta contrário aos cortes de recursos imposto aos Centros Culturais do Banco do Nordeste do Brasil (CCBNB) pelo governo federal Jair Bolsonaro (PSL).

Na nota, a Pro-reitoria de Cultura da UFCA informa que na região do cariri o CCBNB iniciou suas atividades em 2006 com a finalidade de promover o desenvolvimento regional no interior cearense por intermédio da inclusão deste espaço na cadeia produtiva da cultura.


Ainda segundo a nota da Pro-reitoria, o corte orçamentário não se justifica a luz da economia visto que “o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) apresentou, em 2008, um lucro líquido de R$ 725,5 milhões, valor  6,4% maior do que o lucro do exercício anterior” e ressalta que o CCBNB “se constitui” como “importante parceiro da UFCA na promoção de algumas produções culturais propostas pela universidade”.

Já o Coletivo Camaradas repudiou os cortes e “a tentativa de sucateamento e desmonte das políticas para a cultura” que, segundo o grupo, “vem sendo orquestrada pelo Governo Federal de Jair Bolsonaro”.
Para o coletivo, os CCBNB “são patrimônios que devem ser ampliados e fortalecidos para que o acesso às artes e às literaturas não sejam um direito restrito das elites econômicas” e são sinônimos de “fomento à Economia da Cultura e impulsionador de intercâmbios e desenvolvimento social”.

Abaixo as notas:


Postar um comentário

0 Comentários