11 deputados federais do Ceará votaram pelo fim do direito à aposentadoria digna. Saiba quem são


11 deputados federais cearenses votam pelo fim do direito à aposentadoria
com dignidades. Na imagem, o Dep. Idilvan Alencar se posicionado contra
o texto-base da reforma. (FOTO/Reprodução/Facebook).

Texto | Nicolau Neto

Foi aprovado nesta quarta-feira, 10, em primeiro turno no plenário da Câmara, o texto-base da reforma da Previdência.


Bolsonaro precisava de 308 deputados/as para a aprovação da reforma. Antes da votação liberou emendas aos/as parlamentares. 379 votaram a favor.

De acordo com parlamentares da oposição, o acordo feito pelo Palácio com as bancadas foi de que cada um deles, que tem direito a R$ 15,4 milhões em emendas individuais passaria a receber R$ 4,6 milhões a mais. Esses recursos oferecidos aos deputados foram ampliados nas últimas 24 horas e chegam perto de R$ 3 bilhões.

A aprovação do texto-base foi garantida também com votos de alguns da base oposicionista, como por exemplo, a pdtista Tábata Amaral. Ela que foi apontada como uma figura importante do quadro de renovação política e foi eleita tendo como principal bandeira de luta a educação. Vindo da classe trabalhadora, Tábata desconsiderou suas origens e sua bandeira ao votar favorável à reforma previdenciária. Nem tudo que é novo/a ou se apresenta como novo/a na política é. Aqui está um bom exemplo.

Todos nós seremos prejudicados. Mas como votou a bancada do Estado do Ceará? Dos 22 parlamentares, 11 votaram pelo fim do direito à aposentadoria com dignidade. Saiba quem são e decore (nesse caso o verbo é decorar mesmo) bem cada nome deste:

Votam pelo fim do direito a aposentadoria: Moses Rodrigues (MDB); Roberto Pessoa (PSDB); Aníbal Gomes (DEM); Pedro Augusto Bezerra (PTB); AJ Albuquerque (PP); Domingos Neto (PSD); Junior Mano e Jaziel Pereira do PL; Heitor Freire (PSL); Vaidon Oliveira (Pros) e Genecias Noronha (SD).

Os outros 11 parlamentares votaram contra a destruição da aposentadoria. Vamos aos nomes: O PDT veio com 5 (Idilvan Alencar, André Figueiredo, Leônidas Cristino, Eduardo Bismarck Eduardo Bismarck); O PT com 3 (Luizianne Lins, José Guimarães e José Airton); PSB, PV e Pros vieram com cada, respectivamente (Denis Bezerra, Célio Studart e Capitão Wagner). 

Postar um comentário

0 Comentários