Vereadora cobra disponibilização de servidores para Sítio Urbano do Gesso

 

(FOTO |Reprodução |WhatsApp).

Por Naju Sampaio

A vereadora Mariangela Gomes (PDT) entrou com requerimento na Câmara  Municipal do Crato ( Requerimento 3005005/2022), no último dia 30 de maio, solicitando ao presidente da Casa o envio de ofício ao Prefeito José Ailton ( PT), para que seja disponibilizado servidores para desenvolver trabalhos diários de poda, capinação, rega e limpeza do Sítio Urbano do Gesso, reconhecido pela Lei Municipal 3.612/2019. O requerimento foi motivado após solicitação do Coletivo Camaradas à parlamentar. 


De acordo com  informações de dirigentes do Coletivo Camaradas, foram enviados diversos ofícios ao gabinete do Prefeito com demandas do Sítio Urbano do Gesso. Os documentos foram enviados por diversas organizações que atuam na localidade, como é  o caso da ONG Nova Vida, Terreiro do Mestre Roxinha, Ponto de Cultura Paraiso dos Caipiras e o Museu e Escola de Artes Raimunda de Canena.  Os dirigentes do Camaradas denunciam que a gestão municipal, através do gabinete do prefeito não respondeu a nenhuma das solicitações. 


O Sítio Urbano do Gesso foi reconhecido por lei municipal em 2019, através de projeto de autoria do ex-vereador Amadeu de Freitas ( PT) , atual secretário de Cultura do Crato e subscrito pelo ex-vereador Renan Almeida e o atual vereador Pedro Lobo (PT). A lei prevê que o  Município, através da Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente, Desenvolvimento Agrário e a SAAEC apoiará iniciativas e ações para o desenvolvimento da área urbana verde do Município.


Postar um comentário

0 Comentários