Campanha de Lula será uma avalanche, afirma Emir Sader

 

Lula em Alagoas. (FOTO | Ricardo Stuckert)

Em entrevista ao Fórum Onze e Meia nesta sexta-feira (24), o cientista político Emir Sader afirmou que Lula (PT) está preparado para a campanha eleitoral, que deve ser "uma avalanche".

"A campanha dele vai ser uma avalanche. Não só de adesões, mas acho que de mobilizações de massa", disse Sader, ressaltando que "a tendência da campanha é muito favorável ao Lula".

"O que Bolsonaro vai fazer com campanha eleitoral? Ao contrário, ele foi para o Nordeste e foi vaiado. Então, acho que o Lula está muito bem para a campanha", afirmou o cientista social, que ressalta que a a principal força do petista é na "relação com as massas".

Sader, no entanto, afirma que a maior dificuldade de Lula está num horizonte próximo, caso as pesquisas se confirmem e ele seja eleito.

Falta muito para governar, para ter um projeto constituído. Ele acenou que vai começar com uma reforma tributária, mas é preciso ver que maioria terá no Congresso para começar por uma reforma tributária. [...] Vamos pensar que tem muitos interesses em jogo. Quando entrar em outros projetos - democratização dos meios de comunicação, democratização do judiciário - vamos ver como o Congresso vai se comportar. Vai ser um limite importante", diz.

Para ele, Lula dificilmente terá maioria no Congresso - citando a máxima do petista, que não se governa sem maioria no povo e no parlamento - "para aprovar os projetos que sejam antineoliberais, como é o projeto do PT: democracia por um lado e superação do neoliberalismo por outro".

Além disso, Sader prevê uma herança muito pesada diante dos desmonte promovido por Michel Temer (MDB) e, depois, por Jair Bolsonaro.

"A herança será muito pesada. Não só na economia, mas nas questões sociais. Primeira coisa a fazer é formalizar as relações de trabalho da maioria dos brasileiros que está na precariedade. Para isso, precisa de recursos, que está na reforma tributária, que precisa de alianças [para ser aprovada]".

_________

Com informações da Revista Fórum.

Postar um comentário

0 Comentários