Câmara de Altaneira aprova contas do último ano de governo do ex-prefeito Delvambeto Soares

 

Delvamberto Soares e Dedé Pio. (FOTO/ Divulgação).

Por Nicolau Neto, editor

A Câmara de Altaneira, em reunião virtual na manhã desta quarta-feira (14), aprovou as contas do último ano de governo do ex-prefeito Delvamberto Soares e do ex-vice-prefeito Dedé Pio, referente ao exercício financeiro de 2016.

O relator da Comissão Permanente (CP) da casa, o vereador professor Nonato (PT), emitiu parecer pela desaprovação, o que vinha se desenhando desde que a prestação de contas chegou à Câmara, se posicionando contrário ao Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE) que opinou tecnicamente pela regularidade apontando algumas ressalvas.

Delvamberto Soares participou remotamente da sessão e em sua defesa usou dados estatísticos que referentes a projetos, obras e ações realizadas durantes sua gestão.

Apenas a vereadora Zuleide Ferreira, também do PT, acompanhou o relator. Ela tomou como suporte para votar CPI da Reciclan. Esse fato também foi usado pelo vereador e líder da minoria, Ariovaldo Soares (PDT), mas para votar pela aprovação das contas. O edil rebateu sua parceira de casa ao destacar que o relatório produzido pela CPI tendo como base a Reciclan - empresa responsável à época pela limpeza pública no município – apurou fatos alusivos ao ano de 2015 e não a 2016.

Quem se juntou a Ariovaldo foi a vereador Rafaela Gonçalves (PT). A parlamentar arguiu que no período em análise o atual presidente da casa, Deza Soares (PT), fez parte da gestão como Secretário de Educação e por entender que as contas são referentes ao exercício de financeiro de 2016 e não a todo o mandato, opinou pela aprovação.

Antes de expor o relatório feito por Nonato para apreciação do plenário, o presidente da casa fez se antecipou e também emitiu opinião favorável a aprovação das contas. Para ele, isso representa um passo importante em sua trajetória enquanto parlamentar. “Um marco”, segundo ele, visto que o voto dado está em conformidade com seus ideias e princípios. Ainda de acordo com Deza, não faz “parte da sua índole misturar lado pessoal e política.”

Desta feita, o relatório seguiu para análise do plenário. A maioria votou com o parecer do TCE e contra o relatório do vereador prof. Nonato.

Pela desaprovação das contas, apenas Nonato e Zuleide. Ambos do PT. Já pela aprovação, se posicionaram Ariovaldo (PDT), Roberci Vânia Oliveira (PSD) e Valmir Brasil (PDT), todos do grupo de oposição e Rafaela Gonçalves, Paulo Geaneo, Silvânia Andrade e Deza Soares, todos do PT e do grupo de sustentação da administração. Este último só votava em caso de empate, mas votou mesmo assim.

Postar um comentário

0 Comentários