Senador Randolfe Rodrigues apresenta PEC para impedir tributação de livros

 

Senador Randolfe Rodrigues. (FOTO/ Luis Macedo/ Câmara dos Deputados).

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) apresentou nesta terça-feira 18 uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC)  para impedir a tributação sobre livros, jornais, periódicos, sejam físicos ou eletrônicos, e o papel destinado à sua impressão.

Essa nova tributação consta na Reforma Tributária enviada ao Congresso pelo governo de Jair Bolsonaro. “Pelo que se percebe, esse não é um governo preocupado com a educação e o bem-estar da população mais carente, mas sim com a proteção dos interesses dos mais ricos, que continuarão isentos de taxações tributárias de seus jatinhos e lanchas de lazer”, diz Randolfe.

Para o senador, o discurso do governo sobre a reforma tributária menospreza a função social do livro na sociedade moderna e sua importância para a preservação da democracia. “Uma população de leitores bem informados e com pensamento crítico é tudo o que não interessa ao atual governo”, justifica.

Como já era esperado, a proposta do governo não visa tributar os dividendos gerados pelo mercado financeiro, assim como empresas que não realizam atividade econômica também, como os templos religiosos.

Tributar livros é o mesmo que tributar a cultura, o saber e o direito das pessoas em, lendo livros, se tornarem cidadãos participativos do progresso social”, completa o senador.

______________________

Com informações de CartaCapital.

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Conhecimento é poder.
    Derrubar o conhecimento faz parte do projeto genocida do governo Bolsonaro

    ResponderExcluir

Ao comentar, você exerce seu papel de cidadão e contribui de forma efetiva na sua autodefinição enquanto ser pensante. Agradecemos a sua participação. Forte Abraço!!!