URCA recebe Seminário Nacional sobre História e Contemporaneidades com participação de importante liderança indígena


(FOTO/ Divulgação).

Acontece no Cariri, mais especificamente no campus Pimenta da Universidade Regional do Cariri (URCA), o IV Seminário Nacional História e Contemporaneidades, com o tema “Passados (Re)Negados: História, Verdade e Demandas Políticas”. O evento, que deverá trazer importantes discussões sobre o contexto atual do país, contará com a presença do líder indígena, ambientalista e escritor Ailton Krenak como um dos palestrantes convidados.

O evento ocorre de 31 de março a 3 de abril de 2020, sendo realizado pelo Laboratório de Pesquisas em História Cultural (LAPEHC) do Departamento de História da URCA, e tem enfoque em estabelecer pontes com outras áreas do conhecimento, com agentes participantes de movimento sociais, além de uma reflexão sobre cidadania e direitos humanos.

Durante o seminário serão realizadas 5 mesas de debates, rodas de reflexão em diálogos interdisciplinares e 24 simpósios temáticos distribuídos nas mais deferentes temáticas. Haverá ainda atividades culturais, apresentação de filmes, além de duas conferências, uma delas, com a presença do líder indígena Ailton Krenak. Toda a programação e informações acerca de inscrições e submissão de trabalhos estão disponíveis no site do evento.

A professora Sônia Meneses, que compõe a organização do evento, afirma que trará para reflexão os problemas relacionados às demandas políticas contemporâneas, os desafios à história e às ciências sociais e humanas frente aos crescentes casos negacionismos da informação e do conhecimento, assim como os ataques aos direitos humanos, a polarização política, questões ambientais, dentre outros temas.

Ailton Krenak

Um dos principais convidados é também uma das lideranças indígenas mas importantes na luta pelo movimento indígena na país, possuindo reconhecimento internacional por sua atuação.

Ailton Krenak nasceu em Minas Gerais, e é autor do livro “Ideias para adiar o fim do mundo”, uma verdadeira parábola onde expõe ideias e provocações, além de ser uma crítica a humanidade que constantemente ataca a natureza.
______________________
Com informações do Badalo.

Postar um comentário

0 Comentários