Estudantes ocupam Câmara do Crato e votação do projeto “Escola Sem partido” não acontece


Constava na pauta de votação da 85ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Crato, na Região do Cariri cearense, desta segunda-feira, 18, o projeto de lei 1212002/2017 que institui no âmbito do sistema municipal de ensino o “Programa Escola Sem Partido”, de autoria do vereador Bebeto, com assenta na casa pelo Podemos.

O projeto havia sido apresentado no último dia 12, gerando reações contrárias de professores e professoras de instituições de ensino superior e de ativistas sociais, conforme destacado por este blog há seis dias.

Estudantes foram à sede do legislativo protestar contra o projeto que beira ao ridículo, se configurando em mais uma tentativa desenfreada do edil cercear a proposta que ainda engatinha de uma educação voltada para a diversidade étnica-racial, para a pluralidade de ideias, à cidadania e à politização. Durante a manifestação, gritos como “sou estudantes eu sou... eu quero estudar...” e “vamos a luta...” eram os mais eloquentes, além de cartazes afirmando o caráter repressor do projeto. “Mordaça é censura SIM”, estava escrito em um dos.

A presença de manifestantes, a grande maioria discentes, acabou inibindo os parlamentares defensores da ideia. O fato é que o presidente do legislativo, o vereador Florisval Coriolano (PRTB) anunciou que a matéria não iria para votação. A justificativa apresentada é que o parecer jurídico não saiu a tempo de ir à deliberação.

Segundo informações do site da Câmara, durante a sessão alguns parlamentares se posicionaram contrários ao “Escola Sem Partido”, dentre eles Amadeu de Freitas (PT), afirmando “trata-se de uma matéria que representa para a desconstrução de um projeto de educação democrática que a escola deve ser permeada”. O professor Gilson (PT do B) argumentou acerca da necessidade de se discutir a proposta “amplamente com a sociedade e comunidade escolar”.

Segundo o vereador Amadeu, o projeto deve voltar a pauta de votação em breve, visto que foi apenas adiado, “provavelmente para quinta-feira, 21”, disse ele.

Saiba mais sobre o PL Escola Sem Partido clicando aqui

Imagem capturada do vídeo compartilhada no WhatsApp pela professora Zuleide Queiroz, da URCA. 

Postar um comentário

0 Comentários