Prefeito de Altaneira diz que consegue desqualificar denúncia de advogado e que nunca teve base na Câmara


Prefeito de Altaneira diz que consegue desqualificar denúncia de advogado e que nunca teve base na Câmara. 
(Foto: Nicolau Neto).

O prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues (PT), concedeu entrevista na tarde desta quarta-feira, 18, ao comunicador João Alves. A fala do gestor foi durante o jornal “Notícias em Destaque”, da Rádio Comunitária Altaneira FM, que tem como âncora a comunicadora Flávia Regina.

Dariomar que foi ao estúdio acompanhado dos Assessores Assis Filho e Ítalo Duarte, durante pouco mais de 40 minutos afirmou que não era ladrão e que conseguia desqualificar a denúncia por práticas de infrações político-administrativas apresentadas pelo advogado Raimundo Soares Filho e aceita na Câmara por oito dos nove parlamentares em sessão realizada no dia 27 de junho.

Ao ser indagado pelo comunicador como recebeu a denúncia e se seus advogados estavam preparados para defende-lo das acusações, ele mostrou-se confiante e disse que sozinho consegue desqualificar a denúncia do advogado Soares Filho.

 Num processo jurídico é lógico que precisa dos advogados pra defender. Mas eu como caminhoneiro que sou, sozinho consigo desqualificar a denúncia do renomado advogado que você tá falando. Se você for perceber ele me denunciou dizendo que eu gastei R$ 718.370, 96 de pneus. Qualquer pessoa que gosta de internet e que sabe mexer um pouquinho com computador, entra lá no portal da transparência e vê despesas com o município de altaneira, o que foi gasto com material de consumo e vai perceber que o município de Altaneira no ano de 2017 gastou R$ 197.165,00 com pneus. Então o advogado que você tanto gosta está mentindo nessa denúncia. Vou processá-lo por calúnia e difamação que é normal, é meu direito”.

Dariomar afirmou ainda que com a empresa Pneus Canteiros foi gasto R$ em 2017 um valor de R$ 472.000,00 e não R$ 718.000,00. “Com a pneus canteiros que tem a licitação tanto de vender pneus como manutenção de peças e serviços com os veículos gastou-se no ano de 2017 um total de R$ 472.000, sendo R$ 197.000 com pneus e R$ 275.000 na manutenção de veículos à gasolina e motos”.

Quanto a afirmação do advogado que em entrevista na mesma emissora no último dia 11 de julho de que “o desvio de dinheiro tá provado. O que se precisa provar é para onde foi”, o gestor destacou: “Eu acho que quem não vai ter como provar que eu gastei R$ 718.000 mil com pneus é ele. Palavras são jogadas ao vento. O que se precisa é documento, principalmente na administração pública”. 

O prefeito ainda usou Dilma e Lula como exemplo. “A preocupação nossa em defender Lula e Dilma é porque se acontece comigo vai acontecer com você...., não interessa a cor da pessoa. Injustiça que alguém disse com você tem que ser provada. Na administração pública, o problema é esse. As provas estão lá na câmara, no portal da transparência. Não tem como fraudar nada”.

Darimar apresentou um documento que segundo ele, foi onde tudo começou. A documentação trazida é da empresa Aspec (responsável pelo portal da transparência) constando de um relatório técnico. “Nesse portal aconteceu uma inconsistência, não só em Altaneira, mas em quase 80 unidades que essa empresa cuida, entre Câmara municipais e prefeituras”, disse. Segundo ele teve um período em que essas informações ficaram duplicadas. “Então os valores estavam duplicados. Com a pneus canteiros quando estava duplicado aparecia R$ .718.000,000 mil, quando na verdade é R$ 472.000,00".

Ele voltou a criticar o denunciante. “Mas não justifica, não tira a maldade do denunciante, como de seus contadores e das pessoas que quiseram dizer que eu sou ladrão por conta desse problema”.  Para o prefeito o que ocorreu foi um erro técnico e que foi sanado.

Quanto a uma outra fala do advogado que mencionou está limpando o nome da família com a denúncia, ele frisou: “Não sou ladrão, não sou desonesto”. “Pelo contrário”, ressaltou e complementou ao destacar que é um dos cidadãos que quer o melhor pra Altaneira e que está provando isso com suas ações e obras. “Se nossa família fosse toda feita por homens como eu ela não tinha nenhuma mancha. Ela não tinha nenhuma mácula”.

Relação com a Câmara

Inquirido sobre sua relação com o poder legislativo municipal e da perca da base, Dariomar afirmou que “a Câmara não tem que ser do prefeito. Ela é um poder independente. Assim como a vereadora Silvânia confiou em mim, os outros vereadores da base preferiram investigar. Acho que eles não confiam na mesma quantidade da Silvânia” e que não tinha nada errado para merecer a defesa destes. “Se eles conseguirem fazer justiça todos os dias, fiscalizando o que é certo e dizendo o que é certo, pra mim tá legal. Os nove estão do lado de Altaneira”, disse.

Quanto a ter base no legislativo, ele foi taxativo. “Eu não tinha a câmara. Considero que eu e alguns vereadores fomos eleitos na mesma base aliada”. Porém, quanto a obter “elogios” para suas ações ele não os poupou.

Se eu tivesse a Câmara, quando eu consegui o asfalto de Altaneira a Assaré tinha recebido elogios na Câmara. Se eu tivesse a Câmara, quando eu quis transformar a educação desse município.... estou junto com professores, núcleo gestores, fazendo uma educação de tempo integral eu tinha recebido elogios. Quando eu fiz o maior investimento desse município com a compra de material escolar que é um sistema de ensino... eles teimam em dizer que é só livros... comprei o melhor material de ensino que o conselho de professores escolheu. Não escolhi livros sozinho”, afirmou. Esse bem, segundo ele, não teve elogios e continuou. “Recuperar a frota de máquinas desse município era para ter sido elogiado. Mas não conseguiram elogiar. Acharam melhor encontrar o problema. A garantia do transporte escolar também não mereceu os parabéns”.

Mas eles não estavam do seu lado?”, questionou o prefeito. E ele mesmo respondeu. “Eles podiam até está do meu lado, mas não estavam junto, não estavam querendo a mesma coisa. Não conseguia falar pro povo que o prefeito Dariomar tá fazendo o que todos nós quisemos”. “Eu falei em cima do palanque que ia fazer e quando faço tá errado?”, voltou a indagar.. E citou algumas como transporte escolar, a estrada Altaneira a Assaré, a revitalização da lagoa (o projeto já está em andamento), o Ceu que logo será construído, o fortalecimento das associações, dentre outras.

E o vice-prefeito?

A sua relação com o vice-prefeito, Charles Leite (PDT), também foi elencada. “O relacionamento com Charles é igual ao que era antes. Antes das eleições não andava junto com ele. A gente não tinha uma amizade de ir pra churrasco junto”, mencionou. Mas foi incisivo. “O vice é uma autoridade, mas só assumo com o impedimento do prefeito. Não pode colocar o carro na frente dos bois e nem precisa eu está na casa dele todo dia e ele na minha”.

Saiba mais sobre o caso nos links abaixo:


Vereadores de Altaneira decidem instaurar processo de cassação do prefeito e este diz que vai provar inocência

___________________________________________________________________________
As transcrições foram feitas da forma como se falou.

Postar um comentário

0 Comentários