Grupo de Estudos Preta Simoa compartilhará experiências antirracistas em sala de aula

 

( 📷 Reprodução | Redes Sociais).

Por Valéria Rodrigues, Colunista

O professor José Nicolau criou o Grupo de Estudos Preta Simoa (GEPS). Segundo ele, a iniciativa visa compartilhar experiências antirracistas desenvolvidas por professoras, professores e estudantes da educação básica.

Nicolau destaca ainda que o grupo terá momentos de aprofundamento teórico a partir da leitura de artigos científicos e de livros de profissionais de diversas áreas do conhecimento que tenham como foco a educação antirracista.

A primeira reunião do GEPS será em Agosto. Pensando em atender as pessoas que residem em outros municípios, os encontros ocorrerão quisenalmente aos sábados, sempre a partir das 14h , via Meet.

"Quer se juntar a nós? Entre em contato por meio de nossas redes sociais ou por e-mail. Venha fortalecer a nossa causa", asseverou Nicolau.

Quem foi Simoa

A Preta “Tia Simoa” foi uma negra liberta que, ao lado de seu marido (José Luís Napoleão) liderou os acontecimentos de 27, 30 e 31 de janeiro de 1881 em Fortaleza – Ce , episódio que ficou conhecido como a “Greve dos Jangadeiros”, onde se decretou o fim do embarque de escravizados naquele porto, definindo os rumos para a abolição da escravidão na então Província do Ceará, que se efetivaria três anos mais tarde. No entanto, apesar de sua importante participação para a mobilização popular que impulsionou os acontecimentos, esta mulher negra teve sua participação invisibilizada na história deste Estado onde, ainda hoje, persiste a falsa premissa da ausência de negros, conforme pontuou a historiadora Karla Alves.

Saiba mais sobre ela aqui.

Postar um comentário

0 Comentários