No Roda Viva, Haddad diz que Bolsonaro não tem apreço à democracia e o compara a Hitler


(Foto: Reprodução/Revista Fórum).

Fernando Haddad, candidato do PT à presidência da República, Fernando Haddad, durante sua participação no programa “Roda Viva”, da TV Cultura, aproveitou para criticar seu oponente Jair Bolsonaro (PSL).

Ao abordar o discurso de ódio, característico do candidato militar, Haddad questionou aos entrevistadores: “Os sociais democratas alemães erraram ao alertar sobre os riscos da chegada de Hitler ao poder? Estamos em uma campanha eleitoral e nosso dever é alertar”, afirmou, em referência ao militar.

Quando o tema passou a ser economia, o petista, indagado sobre a venda de empresas públicas, em caso de sua vitória, ele afirmou: “Não está em meu radar a privatização de nenhuma estatal. Algumas podem ser enxugadas ou podem sofrer algum outro tipo de arranjo”.

Também disse que ligou para Tasso Jereissati, um dos caciques do PSDB para confirmar que tinha ouvido sobre o mea-culpa do tucano. “Telefonei e ele ratificou. Disse que a Dilma (Rousseff) havia cometido erros, mas que eles também, porque aprovaram as pautas-bombas do Eduardo Cunha”. (Com informações da Revista Fórum).

Postar um comentário

0 Comentários