Segundo professor e cientista político, ‘Cenário das eleições de 2018 será parecido com o de 1989'


A falta de capacidade dos partidos de coordenarem o jogo político tornará o cenário das eleições de 2018 igual ao de 1989, ou seja, bastante fragmentado. Essa é a avaliação do cientista político e professor da Universidade Federal do ABC (UFABC), Vitor Marchetti. "Um candidato que receba 25% ou 30% de votos pode ter muitas chances de disputar segundo turno", afirma, em entrevista aos jornalistas Marilu Cabañas e Glauco Faria à Rádio Brasil Atual, nesta sexta-feira (10).

O especialista também avaliou a disputa que acontece no PSDB. Nesta quinta-feira (9), o senador Aécio Neves (MG) destituiu o também senador Tasso Jereissati (CE) da presidência do partido. "Essas disputas no PSDB parecem uma questão de sobrevivência do partido para 2018, porque há o risco de a legenda ter iniciado todo o processo do golpe parlamentar e não conseguir capitalizar eleitoralmente isso", avalia.

Leia a entrevista completa clicando aqui

Marchetti: 'jogo está pulverizado. Terá muita novidades de nomes que não esperávamos, mas vão aparecer'.
(Foto: Juca Varella/ Agência Brasil)

Postar um comentário

0 Comentários