Blogueiros de Altaneira: Francisco Adeilton


Ser oposição política no Brasil e em qualquer parte deste país não é uma das tarefas mais fáceis.  Um observador da cena política, por mais mediano que seja, por mais leigo que possa ser sobre o ambiente político brasileiro e local seria capaz de reconhecer a conjuntura histórica de transformação que ocorre nas forças dominantes no sistema político e, no contraponto, das contribuições que uma simples oposição, por mais frágil que venha a ser, tem nesse processo.

Esse mesmo observador, depois de estudar mais profundamente a política, saberia ainda identificar o quão é saudável uma oposição. É parte integrante do cenário político e sabe, por outro lado, que o termo oposição não passa necessariamente e tão somente a ser contra tudo e contra todos aqueles que não fazem parte do seu grupo. Na grande maioria das vezes, ser oposição é concomitantemente ser minoria, principalmente no legislativo, como resultado imediato e quase que “culturalmente” do ambiente governista que paira tão logo se termine o processo eleitoral. O que leva a construção de esteriótipos como oposição é um grupo de derrotados ressentidos, de “destronados” do poder, o que na grande maioria das vezes o são. 

Ante a isso, acaba-se criando espaços de discussões para além das tradicionais “arenas” políticas que servem para confrontar ideias, ou até mesmo para construções de plano e projetos. Foi pensando nessa nova alternativa de expor posicionamentos que Francisco Adeilton, professor e vereador, criou em janeiro de 2013 o blog que leva o nome associado ao seu trabalho enquanto parlamentar com a finalidade de divulgar suas ações no Legislativo local e demais fatos políticos no município.

Em dois anos na rede mundial de computadores o blog já recebeu 298 (duzentos e noventa e oito) artigos com destaque para críticas a administração municipal, rendendo até o fechamento deste artigo 53.625 (cinquenta e três mil e seiscentos e vinte e cinco) acessos. Para alguns as ações de Adeilton faz jus a seu papel enquanto oposição, para outros não passam de insinuações e acusações falsárias. Para uns Adeliton é um líder. Para outros não passa de um mero “destronado” do poder.

Quando indagado sobre sua experiência enquanto blogueiro ele foi empolado e citou a frase que tem lhe marcado na câmara "sou responsável pelo que escrevo, não pelo que você entende". Ele arguiu ainda que tem “buscado dar maior enfase as matérias políticas partidárias” e lembra que em virtude do acirramento político ser muito grande no município tem deixado algumas questões de lado. Não citando porém quais. “Acredito que nossa função é por demais importante. Nos tornamos formadores de opiniões e gosto muito de provocar o debate, defendo minha posição e opinião sobre as situações e respeito as posições dos demais”, concluiu.

O edil está no seu segundo mandato e foi eleito nessas duas oportunidades como o maior número de votos. A primeira vez foi pelo Partido da Social Democracia Brasileira - PSDB e agora está com assento pelo Partido Progressista – PP. Ele está experimentando uma situação nova enquanto líder da oposição no legislativo municipal. É a primeira vez em que o grupo possui maioria na casa.

Nascido em Assaré, região do cariri, é casado desde de 4 de outubro de 2003 com Rute Oliveira com quem teve um filho, Laerte. Francisco Adeilton, ou professor Adeilton (nome parlamentar), formou-se em Ciências pela Universidade Regional do Cariri – URCA em 2005. Possuiu Especializações em Matemática do Ensino Médio, também pela Urca e em Gestão Escolar pela Faculdade de Juazeiro do Norte – FJN. Leciona matemática na Escola de Ensino Médio Santa Tereza e atualmente cursa mestrado acadêmico em Educação Matemática na Universidade Estadual da Paraíba - UEPB.




Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu