Novo pedido de impeachment de Bolsonaro será protocolado pela CUT e movimentos sociais


Faixas nas proximidades do Congresso pedem saída do presidente. (FOTO/ Reprodução).

Por Nicolau Neto, editor-chefe

Sérgio Nobre, que preside a Central Única do Trabalhadores (CUT), irá protocolar nesta manhã de terça-feira, 14, junto a Câmara Federal, um novo pedido de impeachment de Jair Bolsonaro (sem partido). A informação foi publicada na noite de ontem pela Rede Brasil Atual.

A CUT assina o documento junto a várias outras entidades, Além da central sindical, como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e a União Nacional dos Estudantes (UNE). Antes do protocolo do documento haverá uma manifestação simbólica diante do congresso nacional, sendo, pois, cumpridas todas a exigências recomendadas pelos órgãos de saúde visando evitar a propagação do novo coronavirus.

Diversos documentos a saída de Bolsonaro já foram protocolados na Câmara. São mais de 40 e até agora o presidente da casa, Rodrigo Maia (Dem – RJ) não deu a entender se irá pautar.  

As perguntas que ficam são – Quantos pedidos de impeachment serão necessários para que Maia paute a questão? De quantos atos antidemocráticos que afrontam inclusive os outros poderes constituídos realizados por Bolsonaro ou que ele participa, Maia precisará?

Postar um comentário

0 Comentários