O maior problema do Brasil hoje é Bolsonaro


(FOTO/ Evaristo Sá/ AFP).

Por Nicolau Neto, editor-chefe

Venho testemunhando alguns confrontos virtuais entre aqueles e aquelas que se autodenominam como "progressista" e de "esquerda".

Tem uma galera que prefere inflar o ego a perceber que o problema do Brasil é muito maior que as diferenças de projetos e de ideias dentro desse campo. É muito maior que a disputa por ego. É maior do que o confronto entre Lula e Ciro, entre Ciro e Glauber Braga, entre Haddad e Ciro, entre Haddad e Boulos, entre Marina Silva e Gleisi Hoffmann, entre Benedita da Silva e Marina, entre Benedita da Silva e Manuela D'Ávila, entre Leonardo Péricles e Flávio Dino, etc.

Direcionando o olhar para nosso município, o problema é muito maior do que uma disputa entre oposição e situação.

O problema do país que interfere drasticamente nos Estados e municípios tem nome e sobrenome | Jair Bolsonaro.

Não percamos tempo com disputas de ego ou tentando destruir a imagem de quem não representa (ao menos do tamanho do Bolsonaro) perigo no jogo democrático. Não percamos tempo tentando emparedar quem, nesse momento, não deve ser emparedado. Usemos nosso tempo para escrever, para chamar à luta quem possui os mesmo objetivos que nós - salvaguardar o que conseguimos com sangue e muita, muita dificuldade e bastante suor, a democracia.

Que possamos nos unir e nos fortalecer na luta por um país onde tenhamos igualdade de oportunidades para todos. Onde negros/as indígenas e comunidade LGBTQ+ que sempre foram e ainda são os principais alvos da discriminação possam ser valorizados.

O maior problema do Brasil hoje é Bolsonaro. Com ele o racismo, o machismo, a homofobia e a misoginia aumentaram, inclusive estão fazendo questão de dar publicidade.

Essa luta é mais urgente que quaisquer outras.

#ForaBolsonaro.

Postar um comentário

0 Comentários